porto velho - ro, 21 Setembro 2019 21:36:12
    Diário da Amazônia

    Festival de Nazaré vira pólo turístico da Amazônia

    O final de semana foi de festa no baixo rio Madeira com a tradicional Festival Cultural de Nazaré, distrito de Porto Velho. “Apesar das..

    Por Solano Ferreira Diário da Amazônia
    A-A+

    Publicado: 22/07/2019 às 15h41min

    FOTOS: LEANDRO MORAES

    O final de semana foi de festa no baixo rio Madeira com a tradicional Festival Cultural de Nazaré, distrito de Porto Velho. “Apesar das dificuldades pelo qual o país passa, por ter acabado de sair de uma enchente, e por concorrer com a data do concurso público municipal, o Festival Cultural de Nazaré foi realizado com sucesso, mais uma vez”, comemorou Teimar Martins, presidente do Instituto Minhas Raízes, que promove o evento.

    O festival vem crescendo a cada ano e se tornando referencia turística. Neste ano a festa conseguiu projeção internacional e o número de convidados superou o ano anterior, com a presença de pessoas das comunidades ribeirinhas, visitantes de município de Rondônia, Acre, Amazonas , São Paulo, demais estados brasileiros. Entre os visitantes estrangeiros destaque para turistas da Suécia, Alemanha, Noruega e Estados Unidos.

    O evento é promovido pelo Instituto Minhas Raízes com a parceria da comunidade, administração distrital de Nazaré, Associação de Moradores e Produtores de Nazaré, Ong NAPRA, e algumas pessoas da sociedade civil de Porto Velho. O Governo de Rondônia poiou com material gráfico através da Sejucel (que foi representada no evento pelo próprio superintendente Jobson Banderia.

    Nos dois dias foram cumpridos todos os acontecimentos anunciados na programação turística, cultural e lúdica. A primeira noite contou com a Velha Guarda de Música de Nazaré, exibição do curta metragem Balanceia, apresentação do Carimbó Flor do Puruí, dança do Carimbó de Nazaré, Quadrilha Tradicional Fogo de Palha, Grupo Minhas Raízes, todos os grupos com integrantes da comunidade de Nazaré.

    No segundo dia aconteceu o passeio no lago, Contos de Histórias (amiguinhos do Livro e participação de Márcia Mura), passeio Sun Selfie ao Pôr do Sol, Boi Bumbá Curumim, Dança do Seringandô, Grupo Minhas Raízes (em segunda apresentação).

    Para Teimar Martins, foi uma festa muita animada, de socialização e confraternização. “Diante de todas as dificuldades e cansaço ocasionado pela logística amazônica, mas todos saíram felizes e encantados”, comemorou. Ele também agradeceu o apoio que teve da imprensa e de jornalistas autônomos que deram ampla cobertura ao evento, além de prestigiarem a festa.



    Escreva um comentário