porto velho - ro, 19 Julho 2019 23:22:40
Serviços

Fila de espera por cirurgias eletivas é meta estratégica da Sesau

REALIDADE – Atualmente, apenas quatro salas cirúrgicas funcionam no João Paulo II. Seriam necessárias de oito a 10

Por Secom
A- A+

Publicado: 23/01/2019 às 15h37min

Estima-se que em seis meses comecem a ser notados os resultados positivos da redução da fila de espera por cirurgias eletivas – modalidade em que paciente pode esperar sem risco o procedimento – no João Paulo II e Hospital de Base Ary Pinheiro (HB), unidade de Saúde referência no atendimento de alta complexidade em Rondônia.

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Fernando Máximo, uma equipe está realizando um levantamento minucioso para detectar os problemas que a rede possui, em especial em cirurgias eletivas. Uma das saídas apontadas pelo secretário é a ampliação do número de salas cirúrgicas no João Paulo II e HB.

Atualmente, apenas quatro salas cirúrgicas funcionam no João Paulo II. Seriam necessárias de oito a dez, avalia o secretário. A Secretaria de Saúde (Sesau) trabalha ainda com a expectativa de ampliar a capacidade de unidades do interior para que possam realizar cirurgias de baixa e média complexidades e ajudar a desafogar o João Paulo II e, com isso, diminuir a fila de espera por cirurgias eletivas.

Segundo o secretário, a equipe da Sesau também está elaborando um planejamento estratégico para o complexo de Cacoal formado pelo Hospital Regional e o Hospital de Emergência e Urgência de Rondônia (Heuro) para aumentar o filtro e fazer com que a demanda enviada para Porto Velho seja reduzida de forma eficaz.

MAIS RODÍZIO

Outra estratégia que está sendo estudada pela equipe da Sesau é diminuição da taxa de ocupação de leitos clínicos e cirúrgicos do Hospital de Base, que funcionam como retaguarda para o João Paulo II.

Além da diminuição da taxa de ocupação dos leitos, a proposta é aumentar o número de salas cirúrgicas e fazer com que a fila de espera por cirurgias eletivas diminua em médio prazo de tempo, afirma o secretário.



Escreva um comentário