porto velho - ro, 08 Novembro 2019 05:58:40

    Roberto Ravagnani

    coluna

    Publicado: 06/11/2019 às 09h15min

    A- A+

    Foi dada a largada para a correria dos últimos 2 meses do ano de

    Dada a largada   Foi dada a largada para a correria dos últimos 2 meses do ano de 2019. Quase 11 meses de mais um ano, agora começa..

    Dada a largada

     

    Foi dada a largada para a correria dos últimos 2 meses do ano de 2019. Quase 11 meses de mais um ano, agora começa aquela correria de tentar fazer tudo o que não fizemos por não conseguir ou não dar atenção devida, durante todo os 11 meses, eu sei que estamos entrando no décimo primeiro mês, mas ele  vai passar tão rápido que já vou deixar registrado meu desespero de final de ano.

    O tempo passa tão rápido e muito do que queríamos fazer não conseguimos, assim com nossa superioridade de super-heróis, achamos que em menos de 30 dias iremos dar conta de tudo, doce ilusão. Vamos passar para o próximo ano com afazeres deste ainda e não porque se desesperar, afinal de contas é só um calendário que nos diz que aqueles meses programados já se foram e que vem mais por aí.

    Perdemos pessoas, trabalhos, mascotes, saúde e ganhamos tempo, experiencia e sabedoria, vamos focar naquilo que importa de verdade.

    Parece mensagem de final de ano, mas estou adiantando um pouco o assunto, visto que com a loucura de final de ano, poucos os que leem tudo que chega a mão, mas a minha mensagem de novembro é que uma das coisas que não podemos nos esquecer durante os próximos 12 meses, quando quer que você comece a contar, é de nos voluntariar para a vida.

    Fazer trabalho voluntário em uma organização é relativamente fácil, desde que siga algumas regras básicas, mas voluntariar-se para a vida é a tarefa mais difícil, mas quando você começa não quer mais parar.

    Voluntariar-se para a vida é não perder a oportunidade de ajudar o próximo, não deixar de apoiar bons projetos, mesmo com um desejo de boa sorte, não deixar de ajudar uma organização social da sua região  e aqui deixo claro que não estou me referindo a doações, que são importantes, mas aqui o meu convite é para seu envolvimento, seu tempo, seu carinho, seu conhecimento, sua atenção, sua habilidade, seu olhar, isso na maioria das vezes é muito mais importante que suas “coisas”.

     


    Deixe o seu comentário

    sobre Roberto Ravagnani

    Construindo Cidadania - O autor é Roberto Ravagnani, palestrante, jornalista (MTB 0084753/SP), radialista (DRT 22.201), conteudista e Consultor de voluntariado e responsabilidade social empresarial. Voluntário palhaço hospitalar desde 2000, fundador da ONG Canto Cidadão, Associado para o voluntariado da GIA Consultores no Chile, fundador da Aliança Palhaços Pelo Mundo, Conselheiro Diretor da Rede Filantropia, sócio da empresa de consultoria Comunidea e Membro Engage for business. www.robertoravagnani.com.br

    Arquivos de colunas