porto velho - ro, 19 Julho 2019 12:52:06
Serviços

Governo leva atendimento médico às comunidades ribeirinhas

O governo do Estado de Rondônia, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), e Secretaria de Assistência Social (Seas), firmou..

Por Secom
A- A+

Publicado: 17/06/2019 às 15h25min

Barco será utilizado pela ONG. (Fotos: Daiane Mendonça, Bruno Corsino e Arquivo Secom)

O governo do Estado de Rondônia, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), e Secretaria de Assistência Social (Seas), firmou parceria com a ONG Doutores Sem Fronteiras (DSF) para uma série de atendimentos nas comunidades ribeirinhas e indígenas na região dos rios Guaporé e Mamoré a partir do dia 26 de junho.

A ONG irá utilizar a estrutura do Barco Hospital Walter Bártolo,  que possui alojamento para 38 pessoas. Além de ceder a unidade de saúde fluvial, a Sesau também está disponibilizando uma equipe composta por biomédico e bioquímico para os procedimentos de exames laboratoriais, medicamentos e também alimentação.

Serão oferecidos tratamentos odontológicos especializados. (Fotos: Daiane Mendonça, Bruno Corsino e Arquivo Secom)

Essa parceria tem a finalidade de contribuir ainda mais para ampliar os atendimentos em saúde nessas localidades. “Essa cooperação é de grande importância e presta um grande serviço à sociedade porque vai beneficiar as famílias que vivem nestas comunidades com dificuldade de deslocamento com atendimentos odontológicos e médico. Nós temos a estrutura do barco e eles o recurso humano, além de trazer experiências de outras regiões”, destacou o secretário de Saúde, Fernando Máximo.

Com o objetivo de realizar mais de mil atendimentos, a primeira etapa acontece entre os dias 26 de junho a 7 de julho, com a equipe da ONG saindo com a Unidade de Saúde Fluvial Walter Bartolo do Porto Alfandegário de Guajará-Mirim, navegando pelos rios Guaporé e Mamoré.

” Na equipe da Sesau também temos os  tripulantes (marinheiro, chefe de casa de máquinas, auxiliares de serviços portuários) e o barco conta com consultórios médicos, odontológicos, laboratório e aparelho de  ultrassom”, informou Annelise Medeiros, da Gerência de Programas Estratégicos da Saúde (GPES).

“Serão feitos tratamentos odontológicos especializados como canal, cirurgias complexas, exames de Raio-X, restaurações, atendimentos infantis e  palestras de prevenção. Ainda serão distribuídos 600 kits de escovação, além de atendimentos médicos, ginecológicos, oftalmológicos, e distribuição de 150 óculos”, explicou o presidente da DSF, o cirurgião dentista Caio Machado.



Escreva um comentário