Porto Velho/RO, 19 Junho 2020 08:17:44

SolanoFerreira

coluna

Publicado: 19/06/2020 às 08h17min

A-A+

Governo tem que explicar o motivo do crescimento de assassinatos

Além de dar explicações sobre o número crescente de mortes e contaminados pela Covid-19, o governo estadual tem pela frente mais um..

Além de dar explicações sobre o número crescente de mortes e contaminados pela Covid-19, o governo estadual tem pela frente mais um desafio: explicar porquê cresceu o número de mortes violentas. No período em que a população estava confinada, a tendência seria diminuir os assassinatos, como ocorreu na medida nacional. 

Apesar de um número grande de militares ocupando cargos estratégicos no governo, as atenções para a segurança pública não são das melhores. A recente troca de comando geral da Polícia Militar foi vista como insatisfação de grande parte do efetivo com a gestão para o setor de segurança. Com poucos investimentos e baixa atenção aos interesses das tropas, o indicador de crescimento da violência em abril pode ser reflexo das dificuldades das policias para promoverem atuações. Segurança tem custo alto, mas é dever do estado. Os benefícios são maiores do que as consequências.      

Rondônia atingiu 38,7% de aumento de assassinatos no mesmo período que disparou as mortes por Covid-19. Uma coisa não tem nada a ver com a outra. São razões distintas de enfrentamentos diferenciados. Também não justifica colocar a conta na pandemia, pois diversos setores do governo estão parados e, como isso, tem enorme economia de despesas de expediente, operacionais e de investimentos.

O estado recebeu bons milhões em dinheiro, equipamentos, insumos, medicamentos e outros apoio do governo federal para o enfrentamento à pandemia. Então não seria falta de recursos. Ações de segurança pública precisam continuar ininterruptas para que a marginalidade não ganhe tempo com novas investidas contra a sociedade. Esperamos que os próximos meses venham cair os números de mortes por assassinatos e pela Covid-19. 


Deixe o seu comentário

sobre Solano Ferreira

Editor-Chefe do Diário da Amazônia. Comunicador Social e Marketing/ Mestre em Geografia. Atua na Gestão Estratégica e Gerenciamento de Crise.

Arquivos de colunas