Porto Velho/RO, 23 Fevereiro 2021 21:29:18
Diário da Amazônia

Grupo de governança colaborativa define novo nome e traça estratégias

Os trabalhos desenvolvidos pelo grupo avançaram e nesta segunda etapa criam propostas para cada setor

A-A+

Publicado: 23/02/2021 às 21h29min

Avança Ji-Paraná: Conselho de Desenvolvimento Sustentável e Estratégico de Ji-Paraná é o nome definido para representar a Governança Colaborativa de Ji-Paraná, movimento criado pela sociedade civil organizada em 2020.

Os trabalhos desenvolvidos pelo grupo avançaram e nesta segunda etapa criam propostas para cada setor

O grupo retomou as atividades em meados de janeiro e tem se reunido virtualmente mais de uma vez por semana para dar agilidade às tarefas propostas para cada câmara setorial.

Nesta segunda etapa, definir o nome do movimento era uma das metas propostas pela diretoria provisória. Vários nomes foram sugeridos com a participação dos membros das câmaras setoriais.

A definição aconteceu mesmo com a equipe de marketing envolvida e empenhada em desenvolver todo o layout do conselho.

“Escolher o nome do nosso futuro conselho foi primordial para que possamos dar continuidade aos trabalhos burocráticos de criação do conselho e para estruturá-lo adequadamente na criação dos nossos meios de comunicação, o que nos ajudará a divulgar nosso projeto e nossas ações. O envolvimento de todas as pessoas foi fundamental para que alcançássemos este resultado”, frisou Luís Bernardo, membro da diretoria provisória.

O movimento que iniciou em setembro de 2020 conta com mais de 160 participantes, maioria já fazem parte das câmaras setoriais que foram criadas em dezembro do ano passado. São elas: Agronegócio, Desenvolvimento econômico, Educação e Cultura, Eficiência na administração pública, Planejamento e mobilidade Urbana, Saneamento e meio ambiente, Saúde e Segurança e Ação Social. O futuro conselho, conta também com a equipe jurídica, equipe de comunicação e marketing e a diretoria temporária, todos atuando sem remuneração, de forma voluntária.

“Antes de findar 2020, conseguimos avançar na primeira parte do projeto que consistia em levantar os desafios e oportunidades do município. Retornando as atividades, é possível evoluir para a segunda etapa do planejamento que se baseia na construção da visão das câmaras setoriais para 2024/2040 e respectivos objetivos”, acrescentou Edson Aleotti, membro da diretoria provisória.

O próximo passo para a consolidação deste projeto está voltado para a construção da minuta de lei que estabelece o movimento como conselho e para ser aprovado deverá ser votado na câmara municipal até maio deste ano.

Segundo Luís Bernardo, para que o projeto siga adiante é importante a parceria e apoio do poder público, tanto executivo, quanto legislativo. “Desde o início da criação do projeto, antes mesmo da eleição, fizemos questão de que os candidatos a prefeito conhecessem o projeto bem como os vereadores eleitos tiveram a mesma oportunidade. Deixamos claro que o projeto é para somar com a administração pública”, frisou.

Luis Bernardo ressaltou ainda que na retomada dos trabalhos em 2021 de imediato foi solicitado ao poder executivo para indicar servidores públicos para acompanhar os trabalhos, uma vez que o trabalho da Governança Colaborativa é com o poder público e não contra. “É uma união da sociedade civil organizada, academias e poder público a favor do desenvolvimento do município”, declarou.

Qual a finalidade do Conselho de Desenvolvimento Sustentável e Estratégico de Ji-Paraná?

É um movimento da sociedade civil organizada que tem como características a participação voluntária, visão de futuro e planejamento, suporte técnico profissional, representatividade política apartidária, foco no desenvolvimento econômico, e representatividade da sociedade civil organizada.

A Diretoria temporária do conselho é composta por membros dos diversos segmentos da economia. São eles: Luiz Bernardo, Edson Aleotti, Edgar Kaiser, Raquel Graeff, André Moreira, José Iovan e Jorge Nogueira.

Avança Ji-Paraná possui mais de 160 pessoas que participam das decisões e colaboram para o pleno desenvolvimento da cidade.



Deixe o seu comentário