Porto Velho/RO, 26 Agosto 2020 17:09:22
Polícia

Hackers vazam ilegalmente supostos dados de Michelle Bolsonaro

Entre as informações estão endereços que seriam ligados à primeira-dama, números de telefones e de cartões de crédito, além de sua pontuação

A-A+

Publicado: 26/08/2020 às 17h09min

Foto: Divulgação

O grupo de hackers Anonymous vazou ilegalmente dados que seriam da primeira-dama, Michelle Bolsonaro. Entre as informações estão endereços que seriam ligados a ela, números de telefones e de cartões de crédito, além de sua pontuação no Serasa.

A publicação foi feita na noite da última terça-feira, 25, e ainda não saiu do ar. O Palácio do Planalto e o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) ainda não se manifestaram sobre o vazamento.

De acordo com o artigo 153 do Código Penal brasileiro, é passível de detenção (de um a seis meses) ou de multa aqueles que divulgarem conteúdo de documento particular, que possa causar dano à pessoa exposta.

Essa não é a primeira vez neste ano que o grupo compartilha dados sigilosos atribuídos ao presidente Jair Bolsonaro, sua família e também de alguns ministros do governo.



Deixe o seu comentário