porto velho - ro, 06 Julho 2019 00:58:31
Política

Hermínio Coelho deve ser candidato à prefeito pelo Partido Verde

O ex-deputado Hermínio Coelho, agora fora do PCdoB, diz que a sua filiação ao Partido Verde (PV) está quase certa. Faltam, segundo ele,..

Por Rondônia Dinâmica
A- A+

Publicado: 07/06/2019 às 16h29min

Se preferir, ouça a versão em áudio

O ex-deputado Hermínio Coelho, agora fora do PCdoB, diz que a sua filiação ao Partido Verde (PV) está quase certa. Faltam, segundo ele, detalhes mínimos, pouco significativos e que dificilmente teriam condições de mudar os rumos da decisão.

Ele é o primeiro pré-candidato que fala abertamente – e de maneira bastante enfática – sobre a disputa pela Prefeitura de Porto Velho em 2020. Coelho foi vereador pela Capital por três mandatos consecutivos; dentre eles, assumiu as rédeas da Câmara na condição de presidente durante quatro anos. Foram dois biênios no comando da Casa de Leis mirim.

Logo após assumiu uma das cadeiras no Legislativo estadual – onde ficou por oito anos até sofrer o primeiro revés de sua carreira eletiva, em 2018.

Na Assembleia Legislativa (ALE/RO), Hermínio teve a chance de, mais uma vez, ser o mandatário de um Poder, ocupando o posto também por duas gestões seguidas.

Coelho, hoje um homem comum, diz que o resultado das eleições não o baqueou, muito pelo contrário.

Eu nasci para fazer política. Comecei no sindicato atuando em prol dos trabalhadores e, depois que me tornei político, fiz as mesmíssimas coisas, porém de maneira muito mais ampla”, declarou.

À reportagem, o ex-deputado alega que não se arrepende de sua postura na vida pública, das denúncias apresentadas nem das polêmicas às quais se envolveu direta ou indiretamente. 

Sempre fui combativo. Quando a gente tenta agir diferente do que aquilo que nascemos para ser, falhamos miseravelmente. Eu fui nos meus mandatos quem sou no dia a dia.
Posso ter exagerado na forma de expor algumas coisas em um caso ou outro, mas jamais no conteúdo. Não posso me arrepender de dizer o que muitos não tiveram coragem de admitir”. 

Sobre a Prefeitura de Porto Velho, evitou tecer críticas diretas ao atual administrador da cidade, o tucano Dr. Hildon Chaves, mas, como não poderia deixar de ser, ironizou:

Eu já ouvi gente dizendo que burocracia emperra a Administração Pública e até colocar a culpa do atraso nos órgãos de fiscalização e controle. Um colega, lá atrás, chegou a dizer que eu era peão e não teria condição de administrar a Assembleia quando falei sobre ser candidato. Não só administrei como, modéstia parte, fiz uma das melhores gestões no Poder. Enquanto procuram desculpas, eu vou atrás da solução. É isso que eu quero para Porto Velho: resolver os problemas, não criar outros”, asseverou.



Escreva um comentário