porto velho - ro, 22 Setembro 2019 00:20:17

    CarlosSperança

    coluna

    Publicado: 04/07/2019 às 10h02min

    A-A+

    Hermínio e Jesuíno podem formar dupla para disputar prefeitura

    Pacto ou desarmonia A ONU e o G20 são ambientes de globalização e os países que recaíram no nacionalismo intransigente terão..

    Pacto ou desarmonia
    A ONU e o G20 são ambientes de globalização e os países que recaíram no nacionalismo intransigente terão dificuldades para lidar com os problemas que afligem ou interessam a mais de uma nação. Nacionalista, o presidente russo, Vladimir Putin, declarou o fim do liberalismo, face democrática do capitalismo e útero da globalização, mas essa história está longe de acabar.
    Por conta disso, as reações irritadas do presidente Jair Bolsonaro e do ministro Augusto Heleno às críticas do presidente francês, Emmanuel Macron, e da primeira-ministra alemã, Ângela Merkel, ao nacionalismo do governo brasileiro em relação aos problemas da Amazônia, sinaliza para a necessidade de um pacto entre os países amazônicos e o mundo.
    Será a melhor forma para que os primeiros possam se desenvolver sem puxões de orelha das nações que não cuidaram de seu meio-ambiente quando deviam e o globo possa voltar a investir, visitar e confiar no Brasil, porque neste momento a imagem do Brasil no exterior é deprimente.
    Um bom elemento para recompor a harmonia entre o Brasil e o mundo pode ser a parceria que acaba de ser celebrada entre a FAO e a Organização do Tratado de Cooperação Amazônica para conservar e restaurar os recursos naturais na Amazônia.
    ……………………………………………..

    Aqui e acolá!
    Parte dos políticos derrotados nas eleições do ano passado se transformaram em funcionários fantasmas em órgãos públicos. É coisa de louco! São aspones bem remunerados. Temos desde ex-prefeitos, a ex-vereadores, ex-deputados estaduais nos esquemas políticos. Fantasmas por aqui em Rondônia e acolá, em Brasília. Uma praga que só cresce pelas repartições públicas.

    Ano perdido
    Para a economia brasileira, temos um ano perdido graças aos embates entre radicais petistas (e seus puxadinhos) e bolsonaristas que ao invés de ajudar só tem atrapalham, casos dos filhos do presidente e uma facção da base aliada governista envolvida em fogueiras de vaidades. Até acertar todas estas diferenças vai longe e os reflexos dos acertos – das reformas – só no ano que vem.

    Nas paradas
    Jovem e promissora liderança política na capital, Vinícius Miguel começa as primeiras costuras para sua caminhada ao Paço Tancredo Neves no ano que vem. Ele estreou bem nas eleições de 2018, já demarcando território para os próximos pleitos e consegue arrebanhar forte militância entre jovens estudantes secundaristas, universitários e profissionais da educação na capital.

    Pau no Flores!
    Em Ariquemes, hoje o segundo maior polo regional de Rondônia, o xerife-prefeito Thiago Flores que prometeu rodoviária nova a população entre outros compromissos e não cumpriu, apesar de levar pau geral, pleiteia mais um mandato eletivo. Como acreditar naquele alcaide – mauricinho pipoqueiro? Para cortar as asinhas do Flores, já estão em campo Jidalias Tiziu, Alex Redano e Foladorzinho no pleito de 2020.

    Dois bicudos
    Tão animados para disputar a prefeitura da capital, os ex-deputados estaduais Hermínio Coelho e Jesuíno Dantas podem se unir nesta empreitada numa chapa única. Dizem que dois bicudos não se beijam, mas já imaginaram Hermínio e Jesuíno no mesmo palanque, bocudaços como são, quanta confusão vão aprontar para o prefeito de plantão e demais adversários?

    Via Direta
    *** Assessor do deputado Mauro Nazif (PSB) e de uma loja de eventos da esposa, o ex-prefeito Jesualdo Pires anda meio sumido do mapa neste início de ano *** Ratificado já em três pleitos como liderança regional, o deputado estadual Luizinho Goebel tem sido convocado por lideranças do Cone Sul para disputar a prefeitura de Vilhena *** Pelo que se sabe, Luizinho atende pelo menos 16 municípios e não pretende interromper seu mandato na ALE *** E por onde anda o vivaldino do Zé Jordan, o conspirador?


    Escreva um comentário

    sobre Carlos Sperança

    Um dos maiores colunistas político do Estado de Rondônia. Foi presidente do Sinjor. Foi assessor de comunicação do governador José Bianco entre outros. Mantém uma coluna diária no jornal Diário da Amazônia.

    Arquivos de colunas