porto velho - ro, 01 Novembro 2019 22:30:43

    LéoLadeia

    coluna

    Publicado: 27/09/2019 às 15h18min

    A-A+

    Hildon partiu para enfrentar as empresas de transporte escolar

    Frase do dia “É o fundo do poço, o fim do caminho: senadores foram pressionar o STF em defesa de Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE),..

    Frase do dia

    “É o fundo do poço, o fim do caminho: senadores foram pressionar o STF em defesa de Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), investigado por corrupção. Pior é o STF se sujeitar à pressão. Que vergonha.”– Claudio Humberto jornalista

    1-Como cozinhar o galo

    Hildon Chaves partiu para enfrentar as empresas de transporte escolar já início do mandato e penou mais que joelho de freira na Semana Santa. Mas, “toda araruta tem seu dia de mingau” e ele promete dar o troco a quem estava à frente do rolo dos ônibus como para quem ficava no breu. A Prefeitura de PVH vai comprar 140 ônibus para o transporte escolar na zona rural, talvez até com cooperativas locais em 2019. Receita para jantar um galo. Pela manhã junte o galo, tempero, água, panelão e um prego. Põe no fogo e deixa. À noite o prego já amoleceu e o galo tá pronto. Hildon pode não saber fritar um ovo, mas sabe cozinhar um galo. Matou a pau!

     2-Aras, o novo PGR

    Não o conheço apesar de ser baiano e jamais ouvi falar dele ou de alguma obra sua. A sabatina foi ontem e ainda ontem mesmo seu nome foi levado para votação no plenário do Senado que homologou com a relevante aprovação por 68 senadores. Agora é esperar e torcer, porém não espero muito. A sabatina foi água com açúcar porque outra sabatina informal já havia ocorrido entre senadores, líderes, etc. “Tava tudo dominado”, mas causou espanto a forma esfuziante de um senador que vive na corda bamba. É que elogios vindos do Renan beiram a ofensa. 

    3-Enquanto isso no STF

    Não sou jurista, mas é difícil seguir o raciocínio e os argumentos utilizados pelos ministros do STF ontem. Anular o processo de quem recebeu R$ 37milhões de propina porque seria sua vez de apresentar alegações finais após o delator? Algo a ver com a fala de um ministro? “Falam mal de nós. Chamam a nós de vagabundos. Falam mal de Fachin. Passam de todos os limites, mentindo, agredindo a Corte. E nós temos que atender a Lava Jato? Vamos um pouco honrar as calças que vestimos. É uma gente que passou de todos os limites”. Talvez bílis, desatino?

    4-Nas mãos de quem nós estamos? I

     

    Em 2017 o PGR Janot arguiu suspeição de Gilmar no processo de Eike Batista pois a esposa do ministro era sócia do escritório que o defendia. Gilmar reagiu informando que a filha do Janot advogara para a OAS. “Num dos momentos de dor aguda, ira cega, botei uma pistola carregada na cintura e por muito pouco não descarreguei na cabeça de uma autoridade de língua ferina que, em meio àquela algaravia orquestrada por investigados, resolvera fazer graça com minha filha”. O fato é contado pelo próprio Janot que eu imaginava ser arqueiro. E não fica só nisso. 

    5-Nas mãos de quem nós estamos? II

    Gilmar responde pornota: “Sempre acreditei que, na relação profissional com tão notória figura, estava exposto, no máximo, a petições mal redigidas, em que a pobreza da língua concorria com a indigência da fundamentação técnica. Agora ele revela que eu corria também risco de morrer” e sugere um psiquiatra, algo salutar até a quem aconselha. Queria ver o STF livre do Gilmar sem sua morte. Advogo mandatos por concurso para 15 anos, aposentadoria pelo teto e proibição de advogar ou dar pareceres por igual período. Não sendo possível que tal a CPI Lava Toga? O Dr. Gilmar teria a chance de explicar-se a nós que pagamos o seu salário. 

    [email protected]

     


    Escreva um comentário

    sobre Léo Ladeia

    Leo Ladeia é baiano de Itororó, torcedor do Bahia ou um pau rodado que apoitou por aqui. Começou como radialista na Rádio Vitória Régia aos 55 anos. Apresentou o programa Lendas do Rock na rádio Parecis. Na SIC TV como aqui no Gente de Opinião Léo Ladeia fez de tudo. Astronauta, boy, pintor, poeta e pedreiro. Mutante, gosta de experimentar e de desafios, atualmente Ladeia está trabalhando no Rede TV Rondônia, canal 17,do Sistema Gurgacz de Comunicação.

    Arquivos de colunas