porto velho - ro, 20 Setembro 2019 16:36:08

    SilvioSantos

    coluna

    Publicado: 30/08/2019 às 17h31min

    A-A+

    Hoje tem show em homenagem ao Ernesto Melo

    A grande pedida na noite desta sexta feira 30, é prestigiar o show em homenagem ao Ernesto Melo que a prefeitura via Funcultural vai..

    A grande pedida na noite desta sexta feira 30, é prestigiar o show em homenagem ao Ernesto Melo que a prefeitura via Funcultural vai realizar, em parceria com a Escola de Samba Acadêmicos da Zona Leste no Calçadão Manelão em frente ao Mercado Cultural.

    **********

    Além da participação de vários sambistas de Porto Velho interpretando canções compostas pelo Poeta da Cidade como Silvio Santos, Hudson Mamedes, Cristóvão Nascimento, João Carteiro; William Coimbra, João Carteiro, Kabeça entre outros.

    *********

    Teremos a participação especial do compositor carioca Moacyr Luz, mostrando os grandes sucessos da sua carreira como: “Toda Hora” – Toda hora alguém me chama pra beber. Toda hora alguém me chama pra zoar. Por que ninguém chama pra benzer? Por que ninguém me chama pra rezar?…

    ***********

    Pra completar Moacyr Luz é o compositor carioca que conseguiu colocar três samba enredo na avenida num mesmo carnaval. Isso aconteceu no carnaval deste ano quando ele foi o autor dos sambas das escolas Grande Rio, Paraíso do Tuiuti e Renascer. Esse é o sambista que vai se apresentar na festa do Ernesto Melo na noite desta sexta feira. Tem um detalhe a entrada é franca.

    *********

    Por falar em evento. O Arraial Comunidade do Sertão vai apresentar na noite de hoje as juninas Girassol das |três Marias e Jucadiro.

    *********

    Amanhã quem dança na tentativa de amealhar a premiação de R$ 1,5 MIL é a Flor da Primavera dirigida pela dona Francisca, mais as quadrilhas mirins Rosas de Ouro, Rádio Farol e Rocinha.

    **********

    O responsável pelo Arraial Comunidade no Sertão Fernando Rocha postou o seguinte desabafo:

    *********

    Meus amigos quero aqui relatar em poucas palavras o que de fato aconteceu. A nossa premiação era pra ser bem melhor, além de dar mais condições aos grupos. Inclusive era nossa intenção trazer dois bois bumbás para se apresentar no arraial

    **********

    Fui obrigado a tirar porque nem tenho para custear despesas que não estavam no nosso cronograma, como arquibancadas tendas e outros, além do movimento fraco de vendas.

    **********

    O fato é que montei o arraial, com uma estrutura boa, iluminação impecável, acessibilidade de entrada e saída para os grupos e pessoas, ou seja o palco está todo bem montado essa parte é minha, agora o apoio que estava sendo programado por parte de gestores e legislativo, não deu certo, talvez por falta de vontade de quem é gestor da cultura nesse estado, ou seja, quem lê a cartilha dessas pessoas consegue algo, ou tem a mesma dificuldade, isso eu não sei, eu só sei que pra mim foi, e está sendo muito difícil.

    ***********

    Graças a Deus que SEMDESTUR, FUNCULTURAL, SEMUSB, E EMDUR , não medem esforços para apoiar o Circuito Junino, agora o estado, entende que a cultura não é políticas públicas, ou seja, dar condições para todos.

    ***********

    No meu caso ainda é mais complicado, porque estou pagando um preço muito grande, por não ter me acovardado, como representante de uma Federação, para fazer os caprichos do governo.

    ************

    Mesmo os 200 mil não vindo pela Federon, mais foi através dela, e de nossa união, que conseguimos, e fomos mais além, buscamos 100 mil por conta própria, agora por conta de tudo isso pago um preço grande de não ter o apoio no nosso Arraial, por perseguição pessoal, como. se a comunidade, e o movimento junino tivesse culpa disso, posso pagar o preço que for, mais me orgulho de defender um seguimento coletivo, quero dizer com isso, que a ajuda que poderia vir para estrutura do evento, e que em parte estamos pagando, poderia servir para melhorar tanto a premiação, quanto outros serviços.

    ************

    Mais estamos aqui firme e forte, porque 2020 vem aí, e tudo poderá ser diferente.


    Escreva um comentário

    sobre Silvio Santos

    Jornalista. Atualmente é editor do caderno de Cultura do jornal Diário da Amazônia. É um apaixonado pela Cultura de Porto Velho. Mantém uma coluna diário no jornal Diário da Amazônia. Conhecido carinhosamente por Zé Katraka.

    Arquivos de colunas