Porto Velho/RO, 18 Julho 2020 13:55:00
Geral

Hospital em Cascavel é isolado

Por precaução, várias pessoas estão proibidas de deixarem a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 2, no bairro Brasília, em Cascavel..

A- A+

Publicado: 10/10/2014 às 15h24min | Atualizado 27/04/2015 às 08h16min

Por precaução, várias pessoas estão proibidas de deixarem a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 2, no bairro Brasília, em Cascavel (PR), onde um paciente notificado com suspeita de ebola, vindo da Guiné, na África, ficou internado isolado.

Entre as pessoas retidas na unidade de saúde estão médicos, pacientes e dois policiais militares que fazem a escolta de um preso atendido no local.
Dois médicos infectologias do Ministério da Saúde foram enviados por segurança na noite de quinta-feira (9) à UPA. Eles são responsáveis em avaliar as pessoas que tiveram contato com o homem, notificado com suspeita de ebola.

Após a avaliação, os médicos do ministério definirão quem são as pessoas que poderão ser liberadas.

O paciente Souleymane Dah, 47, ficou internado até a madrugada desta sexta-feira na UPA. Por volta das 5h, ele foi transferido ao Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, no Rio de Janeiro (RJ).



Deixe o seu comentário