porto velho - ro, 28 Agosto 2019 23:41:14
Capital

Instituto de Pesos e Medidas fiscaliza ovos de chocolate na Capital

Com a finalidade de conferir a correta quantidade ou qualidade do produto adquirido pelo consumidor, o Instituto de Pesos e Medidas de..

A- A+

Publicado: 26/03/2015 às 04h40min | Atualizado 28/04/2015 às 23h34min

As amostras já foram recolhidas e agora vão passar pela análise que apontará se os produtos cumprem o que é descrito nas embalagens

As amostras já foram recolhidas e agora vão passar pela análise que apontará se os produtos cumprem o que é descrito nas embalagens

Com a finalidade de conferir a correta quantidade ou qualidade do produto adquirido pelo consumidor, o Instituto de Pesos e Medidas de Rondônia (Ipem) está realizando análise dos ovos de chocolate vendidos no comércio de Porto Velho. As análises das amostras são feitas no laboratório do instituto, que é conveniado ao Instituto Nacional de Metrologia (Inmetro). Além dos ovos de chocolate, produto altamente consumido nesta época devido à proximidade da Páscoa, o instituto também realiza aferição em produtos da cesta básica, balanças, bombas de combustível, extintor de incêndio, produtos importados, material escolar, lâmpadas, conectores e todo produto que possa causar acidentes de consumo, além dos produtos da linha branca (fogões, geladeiras, etc).

Segundo o presidente do Ipem, Osny Ortiz, todas as ações do órgão são executadas de acordo com o planejamento realizado em conjunto com o Inmetro. As equipes técnicas, disse, “desenvolvem as atividades em todo o Estado com análises técnicas na área de qualidade, pré-medidos e de metrologia”. Em relação específica aos ovos de chocolate, as equipes técnicas do Ipem realizaram a coleta de amostras nos mercados e pontos de venda da capital. A quantidade, segundo Ortiz, é de acordo com a nota fiscal da empresa. “De 50 a 150 unidades adquiridas, são recolhidas 20 amostras e de 150 a 4 mil são recolhidas 32”.

PESO CONFERIDO COM O ANUNCIADO 

A variação no peso pode ocorrer por fatores ambientais

A variação no peso pode ocorrer por fatores ambientais

As amostras são recolhidas, registradas e encaminhadas ao laboratório do Ipem, que pesa o produto com embalagem, depois somente o produto e em seguida a embalagem limpa, para que o peso confira com o anunciado. A variação pode ocorrer de acordo com fatores ambientais, por exemplo, a umidade ambiente. Por esse motivo, a legislação prevê que um ovo de chocolate entre 500 gramas a um quilo pode ter tolerância de variação de até 15 gramas em seu peso. Hoje, segundo o presidente, ao pesar os produtos o sistema já registra os números e calcula se está dentro das normas. A análise é feita para saber se o desconto da embalagem que é dado ao produto está sendo aplicado corretamente. Caso sejam constatadas irregularidades, o fabricante será autuado e poderá receber punição que vai desde advertência a multas que variam entre R$ 100 a R$ 1,5 milhão.

Após as análises estes produtos recolhidos como amostra são doados a entidades filantrópicas previamente cadastradas no órgão. O Ipem não realiza todo o trabalho sozinho. Muitas empresas de manutenção são credenciadas como assistência técnica para conserto de balanças e esfignômetro (aparelho de medir a pressão arterial, por exemplo). “Mas todos têm de ser previamente autorizados pelo Ipem, de acordo com as normas instituídas pelo Inmetro”, afirma Ortiz.

A partir de maio, o Ipem vai adquirir um equipamento que possibilitará realizar a aferição dos medidores de energia elétrica (mecânicos e digitais) em Rondônia, sem necessidade de envio para fora do Estado como tem ocorrido até o momento. Conforme Osny Ortiz, o investimento é de R$ 850 mil na aquisição do aparelho.



Escreva um comentário