Porto Velho/RO, 16 Setembro 2021 09:23:36

SolanoFerreira

coluna

Publicado: 16/09/2021 às 09h23min

A-A+

Investimentos em turismo aquecem a retomada da economia

Rondônia tem se despertado para turismo como negócio e essa tendência é alternativa sustentável ao alcance. Com muitos potenciais para..

Rondônia tem se despertado para turismo como negócio e essa tendência é alternativa sustentável ao alcance. Com muitos potenciais para atrair visitantes próximos e até de outras regiões. O estado tem fatores favoráveis para diversos gostos para o turismo de lazer, de negócio, de aventura e de história. Vale a penas acreditar nesse setor. A última projeção de crescimento econômico elaborada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aponta para crescimento de 5,8% para 6,2% a expectativa do volume de receita de serviços para este ano de 2021.

Dentro dessa perspectiva de crescimento está o avanço previsto de 19,1% para o negócio turismo neste ano. Outra percepção é que pelo quarto mês consecutivo, as perdas do turismo recuaram, registrando o menor número em 16 meses. Em julho, as atividades turísticas operaram, em média, com 63% da sua capacidade de geração de receitas, registrando R$ 17,4 bilhões em prejuízo.

Esse segmento comercial é tão forte que os xeiques árabes, que acumularam gingantescas fortunas com o petróleo, agora investem em cidades que são paraísos para visitantes. Dubai é apenas o primeiro de muitos lugares construídos no deserto para dar conforto, lazer e bons momentos aos visitantes. Verdadeiros oásis estão sendo construídos para agregar roteiros mostrando que o negócio é excelente fator econômico.

Voltando para a realidade rondoniense, muitas instituições como Sebrae, Fecomécio, Fiero e governo estadual e prefeituras estão trabalhando projetos interessantes que já são rentáveis e que, em breve, formarão um conjunto de serviços e espaços preparados para atrair, receber e agradar os visitantes que sempre deixam nos locais bons volumes financeiros e recomendam para outros com boas dicas e referências.

Esperamos que a agenda do turismo em Rondônia não seja apenas uma corrente momentânea, mas que possa ser estruturada para ficar, uma vez que, os estamos do Norte que mais lucravam com o turismo, Pará e Amazonas, não evoluíram no sentido aprimorar os negócios, ampliando e diversificando as opções. É aproveitar essa lacuna e consolidar nossos roteiros.


Deixe o seu comentário

sobre Solano Ferreira

Editor-Chefe do Diário da Amazônia. Comunicador Social e Marketing/ Mestre em Geografia. Atua na Gestão Estratégica e Gerenciamento de Crise.

Arquivos de colunas