Porto Velho/RO, 04 Janeiro 2020 10:35:19

    LeandroMazzini

    coluna

    Publicado: 04/01/2020 às 10h35min

    A-A+

    Itamaraty nega distribuição de livro de Ustra

     Ministério das Relações Exteriores nega ter distribuído a embaixadores o livro A Verdade Sufocada, do ex-chefe do Doi-Codi Carlos..

     Ministério das Relações Exteriores nega ter distribuído a embaixadores o livroA Verdade Sufocada, do ex-chefe do Doi-Codi Carlos Alberto Brilhante Ustra. A resposta consta em Ofício (N.º 88/19), encaminhado em dezembro à primeira-secretaria da Câmara dos Deputados. No documento, ao qual aColuna teve acesso, o ministro Ernesto Araújo afirma que “não houve qualquer distribuição, para diplomatas, do livro de autoria de Ustra” e “tampouco houve uso do material do referido autor”. 

     

    Conteúdo 

     

    O chanceler também afirma que “não cabe ao Ministério das Relações Exteriores comentar o conteúdo do livro em questão”. 

     

    Ditatura

     

    “Trata-se de uma interpretação da história brasileira, que não compete ao Ministério”, diz o ministro, no ofício, sobre a posição da atual gestão do Itamaraty em relação à ditadura.  

     

    Piso  

     

    Prefeitos têm reclamando do reajuste no Piso Nacional do Magistério. Alegam que o aumento, de 12,84%, é muito acima da inflação ou de qualquer outra correção e pode pesar nas finanças municipais. 

     

    Marco 

     

    A intenção do Governo de criar um novo marco legal da radiodifusão, com regras mais duras para concessão e renovação das outorgas, enfrentará resistências no Congresso. Isso porque alguns parlamentares das duas casas são donos ou estão ligados a emissoras de rádio e TV.   

     

    Dívidas  

     

    O novo marco está sendo gestado no Ministério da Ciência, Tecnologia, Informática e Comunicação (MCTIC) e, entre outros pontos, deverá limar empresas que tiverem dívidas com a União. 

     

    Estatuto 

     

    O deputado João Campos (Republicanos-GO) quer modificar o Estatuto do Idoso para que as pessoas sejam consideradas idosas a partir dos 65 anos de idade, e não mais 60. “Não existe mais justificativa para dizer que uma pessoa com 60 anos é idosa”, afirma o parlamentar na proposta (PL 5383/19).  

     

    Exportação 

     

    O setor de carnes teve um volume recorde de exportações em 2019. De acordo com a   associação que representa os frigoríficos exportadores de carne (Abiec), o país exportou 1,83 milhão de toneladas; uma alta de 11,3% na comparação com o desempenho de 2018.

     

    Imóvei$ 

     

    Foi publicada do Diário Oficial da União, a Medida Provisória que permite a venda de imóveis da União por lote, desde que haja parecer técnico indicando que haverá maior valorização dos bens ou que a venda de forma isolada seria difícil ou não recomendada. 

    ESPLANADEIRA

    # Será realizada, amanhã, em São Paulo, a Aclamação da Família Imperial, com a presença dos Príncipes Dom Luiz de Orleans e Bragança, Chefe da Casa Imperial do Brasil, e Dom Bertrand de Orleans e Bragança, Príncipe Imperial do Brasil. 

     


    Deixe o seu comentário

    Arquivos de colunas