Porto Velho/RO, 03 Janeiro 2020 16:09:03
    Geral

    Ji-Paraná se despede do engenheiro Padre da Emater

    Causou grande comoção em Rondônia, a morte do extensionista rural, Cláudio Luiz Maretelli, conhecido como o Padre da Emater. Conforme..

    Por Redação Diário da Amazônia
    A-A+

    Publicado: 03/01/2020 às 16h07min | Atualizado 03/01/2020 às 16h08min

    Causou grande comoção em Rondônia, a morte do extensionista rural, Cláudio Luiz Maretelli, conhecido como o Padre da Emater.

    Conforme nota oficial emitida pela Emater-RO, o servidor faleceu vítima de um ataque cardíaco fulminante, ocorrido em Coronel Freitas, cidade interiorana de Santa Catarina próxima à Chapecó. No momento, Cláudio estava de férias, com a família festejando a chegada do Ano-Novo com parentes.

    Ele era engenheiro agrônomo, tinha 51 anos e deixa a mulher Maria, e duas filhas: Líbera e Samilla.
    O corpo foi sepultado em Ji-Paraná onde viveu grande parte de sua vida. O corpo foi velado na igreja Nossa Senhora Mãe dos Migrantes, onde era membro atuante. O sepultamento aconteceu na terde de sexta-feira (3),
    Claudio Luiz estava na Emater desde dezembro de 1987 quando ingressou como administrativo. Cursou escola técnica, depois agronomia e foi um dos mais atuantes extensionista, função que lhe rendeu centenas de amizades, principalmente com agricultores familiares.

    A Emater Rondônia destacou como resultado da atuação do servidor, o Programa Estadual Plante Café, do qual foi um dos idealizadores e parte do corpo técnico na elaboração e implantação.
    Ainda atuou no fortalecimento da agricultura familiar com apoio e orientação aos pequenos produtores.



    Deixe o seu comentário