Porto Velho/RO, 11 Dezembro 2019 17:00:09
    Variedades

    Jornalista descobre traição de ex por causa de ‘pulseira fit’

    Aplicativo revelou aumento de batimentos cardíacos do ex-namorado da repórter durante madrugada

    A-A+

    Publicado: 10/12/2019 às 10h34min

    Uma jornalista esportiva, nos Estados Unidos, teve a infeliz oportunidade de descobrir que seu ex-namorado a traía graças a um acessório fitness. Em relato nas redes sociais, ela contou que o wearable (dispositivo tecnológico vestível) em formato de pulseira detectou “movimentações incomuns” durante a madrugada – quando ele estava com outra pessoa.

    Os detalhes da história da repórter Jane Slater, que é especialista em futebol americano, foram publicados no Twitter, em resposta ao colega de trabalho Albert Breer, que havia comprado uma bicicleta ergométrica para a esposa.

    “Um ex-namorado uma vez me deu um Fitbit [marca do acessório] no Natal. Eu amei. Nós sincronizamos, motivamos um ao outro … não odiamos isso até que ele foi registrado às 4 da manhã e seus níveis de atividade física estavam aumentando no aplicativo. Gostaria que a história não fosse real”, lamentou Slater.

    A repórter de esportes confirmou a traição, mas brincou ao comparar que o dispositivo – que é usado constantemente para conferir os batimentos cardíacos – ao fato dele estar na academia. “Alerta de spoiler: ele não estava matriculado em uma aula da [rede de academias] OrangeTheory às 4 da manhã.”, comentou.

    Repercussão gerou debate

    O relato de Slater, que era para ser apenas uma resposta em apoio ao seu colega, se transformou em uma publicação viral, que foi compartilhada mais de 45 mil vezes no Twitter.

    No entanto, a repercussão gerou debate entre dois lados. Houve quem concordasse com a jornalista, afirmando que o dispositivo foi crucial para a descoberta da traição, mas houve também que discordasse, apontando que a repórter estaria, de alguma maneira, “invadindo” a privacidade do companheiro.

    O debate foi tão intenso nas redes sociais que um outro ex-namorado de Slater recebeu mensagens de várias pessoas, que desejavam saber se ele realmente havia a traído. A repórter, então, teve que se manifestar por meio de Instagram Stories e explicar que não iria revelar a identidade do ex-companheiro da pulseira, o chamando apenas de “meu ex de Dallas”.

    Ainda nas redes sociais, ela afirmou que o caso aconteceu em 2014 e que “todos os envolvidos seguiram em frente e estão bem”.

     

    Fonte: RedeTV!



    Deixe o seu comentário