porto velho - ro, 01 Novembro 2019 23:57:37
    Geral

    Lei Seca prende 46 condutores e aborda quase 700 veículos

    Ações foram realizadas no fim de semana, em quatro cidades .

    A-A+

    Publicado: 16/09/2019 às 11h15min | Atualizado 16/09/2019 às 11h16min

    Ações foram realizadas no fim de semana, em quatro cidades — Foto: Divulgação

    A Operação Lei Seca, realizada no sábado (14) e domingo (15) pelo Departamento Estadual de Trânsito de Rondônia (Detran), prendeu 46 condutores e abordou quase 700 veículos em quatro cidades do estado.

    Segundo o Detran, as fiscalizações para combater embriaguez na direção foram realizadas em Porto Velho, Guajará-Mirim, Ariquemes e Rolim de Moura.

    Em dois dias, 687 veículos foram abordados em blitzes nestas cidades. Deste total, 46 pessoas acabaram presas por conduzirem veículos estando sob efeito de álcool.

    O Detran ainda afirma que 87 pessoas foram autuadas por embriaguez na direção e que 80 veículos foram apreendidos e levados ao pátio das Ciretrans .

    Através das blitzes nas ruas, os agentes também fizeram 315 autos de infração por outras infrações de trânsito.

    Porto Velho
    Das 46 prisões por embriaguez na direção no estado, 14 delas foram realizadas em ruas de Porto Velho.

    Segundo o Detran, na capital são realizadas duas blitzes simultâneas da Operação Lei Seca. Pelo menos 110 veículos foram abordados pelos agentes, entre o sábado e domingo.

    Qual é a punição do motorista que for pego embriagado?
    Atualmente, a multa gravíssima é de R$ 293,47, mas a nova Lei Seca multiplica esse valor por 10, chegando a R$ 2.934,70.

    Além da punição no bolso, o motorista tem a CNH recolhida e responde a um processo administrativo que leva a suspensão do direito de dirigir por 12 meses – depois de todos os recursos possíveis. O veículo também é retido até que um outro condutor habilitado se apresente.

    Se o motorista for flagrado novamente dirigindo embriagado dentro de 1 ano, a multa será dobrada, para R$ 5.869,40, e a CNH pode ser cassada.

    Fonte: G1 RO



    Escreva um comentário