porto velho - ro, 31 Outubro 2018 16:01:11

Silvio Santos

coluna

Publicado: 30/05/2018 às 18h15min

A- A+

Lenha na Fogueira

Feriado de Corpus Christi é o que se comemora nesta quinta feira 31 de maio.

********

Corpus Christi (expressão latina que significa Corpo de Cristo, generalizada em Portugal como Corpo de Deus é um evento baseado em tradições católicas realizado na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade, que, por sua vez, acontece no domingo seguinte ao de Pentecostes. É uma “Festa de Guarda” onde a participação da Santa Missa neste dia é, para os católicos, obrigatória, na forma estabelecida pela conferência episcopal do país respectivo.

********

A procissão pelas vias públicas, quando é feita, atende a uma recomendação do Código de Direito Canônico (cânone 944) que determina ao bispo diocesano que a providencie, onde for possível, “para testemunhar publicamente a adoração e a veneração para com a Santíssima Eucaristia, principalmente na solenidade do Corpo e Sangue de Cristo.”

********

É recomendado que, nestas datas, a não ser por causa grave e urgente, não se ausente da diocese o bispo.

********

As ruas por onde vai passar a procissão são decoradas com figuras da Santíssima Trindade moldadas geralmente em pó de serra, pó de café e outros elementos da natureza.

********

Em várias paróquias acontecerão missa pela manhã e a tarde será a procissão.

*********

A noite a programação é por conta do Arraial Flor de Cacto que está acontecendo no Campo 1º de Maio no bairro Caladinho todas das noites a partir das 19 horas.

********

A grande atração da noite desta quinta feira no Flor de Cacto será a Quadrilha Mocidade Junina dirigida pelo folclorista Rodrigue Cerdeira que por sinal é uma dos locutores do Arraial do Nagaças.

*********

Por falar em Negaça, no dia da abertura da XXI Arraial Flor de Cacto a equipe de reportagem de uma Televisão Local, foi entrevistar o Presidente Clodoaldo Negaça.

*********

O cenário foi o Palco e Negaça se arrumou todo para responder as perguntas da reporter. Logo de cara a reporter fez a seguinte bpergunta: Quais os grupos folclóricos que vão se apresentar no Arraial este ano?”

********

Negaça olhou prum lado, olhou pro outro e não viu nenhum dos seus assessores, e sem saber o que dizer falou: “Bem o Flor de Cacto vai apresentar um bocado de grupos de quadrilha. Preste atenção, estou falando de quadrilha junina e não de político”.

********

A reporter sem saber o que fazer agradeceu o presidente do Flor do Cacto e saiu pensativa. Resultado: a Matéria não foi vinculada.

********

Após a entrevista, Negaça bateu com um oprrete em cima de uma mesa, grtitando, “Cadê esses filhos da Mãe dos meus assessores que desaparecem uma hora dessas. Ta vendo que eu não sei quais os grupos que vão se apresentar no Arrial. Meu negócio é conseguir apoio e não organizar apresentação de grupo folclórico”.

*********

Outra novidade da 21ª edição do Flor de Cacto é que a Rádio Rio Madeira FM 105.9 (Rádio Comunitária), sob a coordenação no Marcelo Melo, está transmitindo ao vivo, as apresentações dos grupos folclóricos. Toda noite a equipe marca presença no Arraial e não deixa passar nada.

**********

Como amanhã o Diário da Amazônia não vai circular, em virtude do feriado, aproveitamos para lembrar nossos leitores amantes de samba, que o Juninho Thybau que vem direto do Quintal do Pagodinho, vai se apresentar a partir das 20 horas no Mercado Cultural.

*********

Tô dizendo que o show do Thymbau será amanhã sexta feira dia 1º de junho. Antes do Show do Juninho vamos aplaudir a volta do Grupo Guaporé , do Grupo Doce Melodia e do cantor sambista Waldison Pinheiro.

*********

Espero que o público do Juninho Thybau supere o público do Alex Ribeiro. Se chegar perto do público do Samba Autoral já estará bom.Grupo Guaporé de volta


Escreva um comentário

sobre Silvio Santos

Jornalista. Atualmente é editor do caderno de Cultura do jornal Diário da Amazônia. É um apaixonado pela Cultura de Porto Velho. Mantém uma coluna diário no jornal Diário da Amazônia. Conhecido carinhosamente por Zé Katraka.

Arquivos de colunas