porto velho - ro, 17 Julho 2019 22:09:54
Variedades

Lula critica Globo e quer embate com Bonner: “Você mentiu”

Ex-presidente contesta espaço a Bolsonaro na TV, diz que dá mais audiência que todo mundo e admite decepção com emissora que criou

Por Blog Sala de TV
A- A+

Publicado: 14/06/2019 às 09h53min

Na quarta-feira, dia 12, os jornalistas Juca Kfouri e José Trajano estiveram na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR) para entrevistar o ex-presidente Lula. O petista está preso desde abril de 2018. A íntegra da gravação foi exibida na noite de ontem na TVT.

O ex-presidente enxerga no âncora do JN suposta perseguição política da Globo

Ao comentar os vazamentos de mensagens do aplicativo Telegram de supostas trocas de informações entre o ex-juiz e atual ministro Sergio Moro e o procurador Deltan Dallagnol, da força-tarefa da Operação Lava Jato, Lula propôs um confronto de ideias na emissora de maior audiência da televisão brasileira.

“A Globo poderia fazer um debate entre eu, o Moro e o Dallagnol. Eu sozinho contra os dois. Os dois fizeram curso em Harvard, são bem preparados, têm muitas informações, poderiam fazer um debate comigo, qualquer horário que eles quisessem, pra gente ver quem é que está mentindo nesse País”, disse.

O ex-presidente foi além: acusou o canal do clã Marinho de responsabilidade em sua condenação na mídia: “A Globo, é, na verdade, a grande mentora dessa panaceia toda”.

Em outro trecho, Lula condenou a maneira como foi apresentado no telejornalismo da emissora durante o julgamento que o levou à prisão. “A Globo transformou o combate à corrupção numa grade dela, em que o Lula é citado, sabe, em quatro anos, mais de 100 horas no Jornal Nacional”.

O ex-presidente acusa o canal de prejudicar seu partido durante a última campanha eleitoral. “O objetivo da Globo, embora não goste do Bolsonaro, era não ter o PT”.

Ele questiona a razão de ainda não ter sido ouvido pela emissora. “Você não acha estranho que a Globo nunca tenha pedido uma entrevista? Você não acha estranho que as grandes revistas nunca pediram uma entrevista? Você não acha estranho que o SBT, nem o programa do Ratinho, que levou o Bolsonaro, nem os programas de debate da Bandeirantes, você não acha estranho que essa gente não tenha pedido?”.

Na sequência, Lula avalia a própria popularidade e lança um desafio ao principal âncora da Globo.

“Afinal de contas, eu sou uma pessoa que ainda tem uma certa audiência no Brasil, mais do que todos os programas deles. Eu gostaria de conversar, eu gostaria de ver sentar na minha frente o William Bonner, que faz seis anos que fala mal de mim todo dia no ‘Jornal Nacional’. E eu só queria uma chance de poder dizer a ele: ‘você mentiu’”.

Na gravação para a TVT, Lula também contestou a exibição no ‘JN’, no início desta semana, do vídeo no qual Deltan Dallagnol rememora a ação dos procuradores da Lava Jato em resposta à hipotética suspeita de ação coordenada com Moro.

“Eu vi ontem (terça-feira) o desespero da Globo de tentar dar ao Dallagnol mais tempo do que deu à artista principal da novela ‘A Dona do Pedaço’. Ela apareceu menos que o Dallagnol tentando se explicar, tentando dizer porque prendeu não sei quem, porque fez não sei das quantas”.

Ainda na transmissão de duas horas, Lula realizou ‘mea culpa’ em relação à TV Brasil. “Olha, talvez a gente tenha errado muito… Deixa eu te falar. Eu não sou de televisão. Eu tinha vontade de criar um canal de televisão que tivesse um papel que tivesse a RAI da Itália, a BBC de Londres, que não precisava ter uma grande audiência, mas que fosse um canal de formação de opinião das pessoas que fazem acontecer as coisas no país”, explicou.

“Mas aí nós criamos um conselho muito republicano, começamos nós mesmos a nos vigiar, tomar cuidado nisso, tomar cuidado naquilo, não pode fazer isso, e terminamos criando uma televisão que não funcionou”.



Escreva um comentário