porto velho - ro, 02 Novembro 2019 00:17:28
    Educação

    Maratona SBC de programação reúne programadores de todo o Brasil

    No próximo sábado, dia 14 de setembro, dezenas de jovens acadêmicos de todo o país se reúnem simultaneamente para competir a Maratona..

    A-A+

    Publicado: 12/09/2019 às 12h50min | Atualizado 12/09/2019 às 12h51min

    No próximo sábado, dia 14 de setembro, dezenas de jovens acadêmicos de todo o país se reúnem simultaneamente para competir a Maratona de Programação, considerada a maior competição de programação de computadores do País. Nesta etapa, a disputa será feita online, com as equipes realizando a mesma prova no mesmo horário (horário de Brasília).

    A Maratona de Programação é um evento da Sociedade Brasileira de Computação que existe desde o ano de 1996. No estado de Rondônia desde 2010 é organizado pela Secretaria Regional Norte 3 (RO/AC) através da Prof Renata Luz e em Rio Branco pelo secretário adjunto Prof Manoel Limeira.

     

    Alcance Mundial

    Várias universidades do Brasil desenvolvem concursos locais (fases regionais) para escolher os melhores times para participar da Maratona de Programação (e portanto na regional sulamericana) que me 2019 será em Campina Grande/PB, onde os melhores serão selecionados para participar das Finais Mundiais do evento.

    Segundo informações do IME/USP, no ano de 2018, mais de 50 mil estudantes de mais de 3000 escolas de mais de 100 países competiram em regionais, e apenas 135 (cerca de 1%) participam das Finais Mundiais do evento, no Porto, Portugal. Seis times brasileiros, dos quase de 800 participantes, estarão presentes nas finais mundiais. Em 2019 temos 1159 times inscritos a nível Brasil e mais de 219 escolas.

    Trabalho em Equipe

    A Maratona SBC de Programação é um grande exemplo de trabalho em equipe. A competição é organizada em times, onde cada um deles é representado por uma instituição de Ensino Superior. Na maratona, um time é chamado de escola.

    “Uma escola é definida pela instituição de ensino superior e a cidade de onde vêm os alunos participantes do time. Assim, por exemplo, a USP poderá ter times de várias escolas: USP-São Paulo, USP-São Carlos, etc. A Unicamp poderá ter times de: Unicamp-Campinas, Unicamp-Limeira, etc.”

    Competição

    A competição é disputada por equipes de três alunos titulares, um reserva e um técnico. A competição promove nos alunos a criatividade, a capacidade de trabalho em equipe, a busca de novas soluções de software e a habilidade de resolver problemas sob pressão.

    Os times são compostos por um grupo de alunos, que tentarão resolver durante 6 horas de prova, o maior número possível de problemas que são entregues no início da competição. Estes alunos têm à sua disposição apenas um computador e material impresso (livros, listagens, manuais) para vencer a batalha contra o relógio e os problemas propostos.

    Os competidores do time devem colaborar para descobrir os problemas mais fáceis, projetar os testes, e construir as soluções que sejam aprovadas pelos juízes da competição. Alguns problemas requerem apenas compreensão, outros conhecimento de técnicas mais sofisticadas, e alguns podem ser realmente muito difíceis de serem resolvidos.

    Fonte: Assessoria



    Escreva um comentário