porto velho - ro, 25 Maio 2019 06:07:13
Política

Marcos Rocha reúne assessores para discutir prioridades

Aplicar recursos públicos em projetos práticos que tragam resultados reais para a sociedade rondoniense. Essa foi a determinação do..

Por Assessoria
A- A+

Publicado: 14/03/2019 às 10h55min

Se preferir, ouça a versão em áudio

Marcos Rocha recomendou discussão sobre prioridades (Divulgação)

Aplicar recursos públicos em projetos práticos que tragam resultados reais para a sociedade rondoniense. Essa foi a determinação do governador Marcos Rocha, em reunião com a equipe de planejamento do Estado ao discutir as prioridades de governo. O governador citou entre as prioridades a modernização da máquina pública através do investimento em sistemas informatizados que, além de reduzir custos, dá mais agilidade aos serviços prestados à população. Ele acredita ainda que a tecnologia pode ser uma grande aliada na otimização dos recursos humanos e evitar que haja no sistema pessoas executando a mesma tarefa quando poderia ser aproveitada em outra finalidade. ‘‘Precisamos melhor formatar a estrutura do Estado’’, aponta.

Os programas fiscais também devem ter uma atenção especial e oportunizar aos contribuintes a regularização da situação fiscal perante o Estado. Assim também como a segurança pública que deve ser fortalecida no tripé: Tecnologia, inteligência e monitoramento. Este é o primeiro ano do governo Marcos Rocha que tem o desafio de estabelecer as prioridades de governo diante do que propôs para o Estado, uma gestão transparente, com afinco no combate à corrupção, enxugamento da máquina pública e com ações que dê novo fôlego para que o Estado aumente a capacidade de investimentos.

Mudanças que devem ocorrer em meio a um cenário econômico delicado. O Estado precisa, entre outras relevantes prioridades, superar a dívida bilionária do Banco do Estado de Rondônia (Beron), resolver a situação da endividada Caerd, a transposição de servidores para o quadro da União, o pagamento de precatórios e falta de reservas no Instituto de Previdência dos Servidores Públicos de Rondônia (Iperon).

Mas a missão é dar a Rondônia um novo salto em desenvolvimento. O Estado mostra-se como um terra de oportunidades onde a vocação para o agronegócio, com investimento em inovações, pesquisa e tecnologia, tem, juntamente com os avanços em outras áreas estratégicas, puxado a economia para cima e faz Rondônia ser considerada uma unidade da federação estratégica para o desenvolvimento do país.



Escreva um comentário