Porto Velho/RO, 28 Outubro 2020 12:55:30
Saúde

Médico emite atestados para pacientes não usarem máscaras contra Covid-19

Em publicação, profissional de saúde chama aparato de "focinheira" e diz ter feito mais de 20 licenças do tipo

A-A+

Publicado: 28/10/2020 às 12h55min

Twitter/Reprodução

Um médico de Belo Horizonte (MG) tem sido alvo de polêmica após expedir licenças médicas nas quais autoriza pacientes a não utilizarem máscaras de proteção contra o novo coronavírus em espaços públicos. Um dos seus clientes é o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ).

Em uma publicação no Twitter, Silveira afirma que entrou no aeroporto sem máscara. “Expliquei que estou respaldado pela Lei 14.019, artigo 3, parágrafo 7, com licença médica que me garante o não uso e continuei a missão”. O parlamentar alega que a máscara é uma “focinheira ideológica” e “tem que ser combatida”.

A publicação do deputado foi compartilhada no perfil do médico Sergio Marcussi. “A luta diária! Hoje fiz 20 atestados desses. Vamos disseminando”, defendeu o profissional de saúde.

Em outra publicação, Marcussi se apropria da analogia usada pelo deputado federal e volta a chamar o equipamento de proteção individual de “focinheira”. “Esta é a solução para você se livrar da focinheira”, defende.

Marcussi se apresenta, nas redes sociais, como médico e advogado. Ele atua como nutrólogo, ginecologista e dermatologista. O médico também se diz professor e autor de livros sobre medicina estética. Até a publicação desta reportagem, ele tinha 250 seguidores na rede social.

(Metrópoles)



Deixe o seu comentário