porto velho - ro, 13 Junho 2019 08:36:15
Polícia

Menino de dois anos está preso num poço de 100 M desde domingo

O pai disse às autoridades que viu o instante em que o menino caiu.

Por R7
A- A+

Publicado: 18/01/2019 às 09h33min

Se preferir, ouça a versão em áudio

Um menino de dois anos está preso em um poço de 100 metros de profundidade desde o último domingo, dia 13, perto da cidade de Málaga, no sul da Espanha.

Julen desapareceu durante um passeio com a família. O pai disse às autoridades que viu o instante em que o menino caiu.

No momento, uma equipe está cavando dois túneis para tentar alcançar a criança.

Eles trabalham sob pressão, pois há previsão de chuva para os próximos dias.

Ainda não foram identificados sinais de vida vindos do poço. Algumas pessoas chegaram a questionar se o menino estaria de fato lá. No entanto, a equipe de resgate puxou material de dentro do buraco e encontrou fios de cabelo da criança. Um teste de DNA confirmou que eram de fato dele.

“Isso nos dá alguma certeza de que o menino está mesmo ali dentro”, disse uma autoridade local Gómez de Celis.

O pai do menino, José, disse à imprensa local que a família está “se agarrando à esperança de que ele não esteja morto.”

A família de Julen tem outra tragédia em sua história. Vizinhos dizem que outro filho morreu aos três anos de idade após uma doença cardíaca.

O resgate

O principal problema da operação de resgate é o fato de que o buraco tem apenas 25 centímetros de diâmetro, o que dificulta o acesso e torna o processo perigoso. Eles estão tomando cuidado para não deixar terra cair no menino.

O poço estava destampado, apesar de o empresário que o cavou um mês antes ter dito que o havia fechado.

A equipe de resgate está cavando dois túneis, um vertical e outro horizontal, que daria acesso ao menino.

Imagina-se que ele esteja a cerca de 80 metros de profundidade. Na quarta-feira, a equipe disse que esperava alcançá-lo em até 48 horas. Uma parte importante do trabalho é acertar exatamente o ponto em que o menino está.

Os responsáveis dizem estar trabalhando “incansavelmente”.

Foi necessário construir uma plataforma para permitir que máquinas nivelassem o solo antes de começar a escavação.

Equipes especializadas em minas foram chamadas do norte da Espanha e também há um grupo sueco ajudando na operação. Eles também foram chamados para participar do resgate de mineiros de uma caverna no Chile, em 2010. A função do grupo era localizar o ponto exato onde eles estavam.



Escreva um comentário