Porto Velho/RO, 22 Setembro 2020 12:52:29
Diário da Amazônia

Missas com a presença de fiéis são retomadas em Porto Velho

Fiéis precisam seguir medidas para prevenir o contágio pelo novo coronavírus.

Por Natália Figueiredo Diário da Amazônia
A- A+

Publicado: 14/09/2020 às 09h39min | Atualizado 14/09/2020 às 11h39min

Catedral Sagrado Coração de Jesus (Divulgação)

As missas com a presença de fiéis voltaram a ser celebradas nas igrejas católicas de Porto Velho. Apesar da retomada, a situação está longe de se normalizar, pois é preciso tomar todos os cuidados para evitar que as igrejas se tornem focos de disseminação do novo coronavírus.

No dia 18 de março, no início da quarentena para evitar a propagação do coronavírus, o governo de Rondônia suspendeu as atividades presenciais nas paróquias e comunidades. A reabertura das igrejas ficou estabelecida em quatro etapas.

Com isso, para possibilitar a volta às igrejas, as determinações são para que as paróquias sinalizem os espaços onde as pessoas devem se acomodar – respeitando a distância de 1 metro e meio entre elas e intercalando os bancos -, obrigatoriedade do uso de máscara dentro dos templos, disponibilização de álcool em gel 70%. Além disso, há o pedido para que as pessoas que fazem parte dos grupos de risco, como idosos e doente crônicos, e pessoas com qualquer sintoma de gripe fiquem em suas casas. Também está proibido a reutilização de folhetos litúrgicos em papel.

Medidas para evitar a aglomeração nos corredores durante a Eucaristia e até um espaço para o isolamento dos cantores responsáveis pela animação, se estiverem sem máscara, são outros cuidados previstos.

O arcebispo de Porto Velho Dom Roque Paloschi, disse que a Igreja Católica continua incentivando as missas pela internet, em especial para os fiéis de grupos de risco, como idosos e doentes, que estão dispensados das celebrações presenciais.

“O processo segue o decreto do governo e o decreto do município. Nós temos a liberação para ocupar 30%, nós como igreja reduzimos para 25% para evitar qualquer situações que possam trazer transtornos para os nossos irmãos e irmãs que frequentam”, explicou o arcebispo de Porto Velho Dom Roque Paloschi.

Conforme o arcebispo, cada paróquia escolhe a data e a possibilidade conforme a sua circunstância para definir o processo de retomada. Na catedral, cinco missas já foram realizadas no domingo (13).



Deixe o seu comentário