Porto Velho/RO, 12 Julho 2020 06:00:36

JoséLuiz

coluna

Publicado: 12/07/2020 às 06h00min

A-A+

Momento para o agronegócio em Rondônia é positivo

Bom momento  Ao participar do programa “Campo e Lavoura” na Rede TV! O empresário Adélio Barofaldi assegurou que o momento para o..

Bom momento 

Ao participar do programa “Campo e Lavoura” na Rede TV! O empresário Adélio Barofaldi assegurou que o momento para o agronegócio em Rondônia, apesar da crise provocada pelo coronavirus é bom. Ele frisou que os frigoríficos têm compromissos firmados com os exportadores e não possuem estoque suficiente para segurar por muito tempo o preço da arroba do boi gordo que vai alcançar o patamar de R$ 215,00 na entre safra. O empresário se baseia na qualidade e sanidade do rebanho rondoniense e no sabor da carne produzida aqui para acreditar, que o valor da arroba do boi gordo acompanhará o de outros estados. 

Soja e milho 

Ainda no programa “Campo e Lavoura” Adélio Barofaldi, sustentou que o agronegócio no estado na safra 2020/2021 vai crescer entre 10 e 15%, com as lavouras de soja e milho atingindo mais e 450 mil hectares de lavouras cultivadas. Na opinião dele as expectativas para o agronegócio em Rondônia, são as melhores possíveis mesmo diante do momentocomplicado que atravessa o País.  

Café em crescimento 

O engenheiro agrônomo, Janderson Dalazém responsável pela área de café na secretaria de Agricultura (SEAGRI) informa que a produção no estado de Rondônia nesta safra que está em fase final será 2,5 mil sacas de 60 quilos do produto. Entusiasmado com a produção do café conilon, o governo do estado, por meio da SEAGRI entregará ainda este ano 3 milhões de mudas clonadas aos pequenos produtores  rurais. Pela primeira vez de acordo com Janderson Dalazém, Rondônia exportou um container com 500 sacas de café para a Coréia do Sul. Pode parecer pouco, mas é um bom começo, tendo em vista que o produto foi bem aceito. 

Um jovem de 78 anos! 

O Banco da Amazônia criado por Getúlio Vargas em plena 2ª Guerra Mundial para atender os “Soldados da Borracha” completou na quarta-feira (09) 78 anos prestando bons serviços a região Norte e financiando o desenvolvimento de Rondônia. Parabéns ao cacoalense Valdeci Tose presidente do BASA e toda sua equipe, que respeitando os protocolos nesta época de pandemia não deixam os produtores rurais, principalmente os pequenos e médios falando sozinhos.  

Essa dupla vai longe! 

Evandro Padovani, titular da Secretaria de Agricultura (SEAGRI) com o adjunto, Edinaldo Cardoso (Caíco) nomeado pelo governador Marcos Rocha, pelo ambos conhecem das atividades no campo pode-se apostar que essa dupla vai longe, mas quem ganha são os produtores rurais. 

Vai passar…! 

Não se sabe quando, mas essa pandemia provocada pelo coronavirus vai passar. Então teremos um País com novos costumes, tanto na convivência social urbana como rural. Tudo será reinventado, quem souber produzir melhor no campo conquistará mais espaço, pois, a herança será miséria e fome em todos os cantos do planeta. Essa é uma verdade incontestável. 

Finalizando 

Vou ficando por aqui, usando máscara e me defendendo como posso do coronavirus. Uma boa leitura e bom final de semana. 

 


Deixe o seu comentário

sobre José Luiz Alves

Colaborador do Diário da Amazônia - José Luiz Alves, é jornalista. Apresenta aos sábados das 6h às 8h na Rede Tv Rondônia! o programa Campo e Lavoura, com informações ao homem do campo e produtores rurais, em cadeia com seis emissoras de rádios para todo o Estado de Rondônia.

Arquivos de colunas