Porto Velho/RO, 12 Fevereiro 2020 09:41:29
    Educação

    Moradores cobram a conclusão de creche em bairro da zona Norte

    Os moradores do Bairro Nova Esperança aguardam há sete anos a conclusão de uma creche localizada no Alphaville.

    Por Larina Rosa/Diário da Amazônia
    A-A+

    Publicado: 11/02/2020 às 14h23min | Atualizado 12/02/2020 às 09h41min

    Foto: Roni Carvalho

    Poder contar com as vagas das creches municipais ainda é o desejo de diversos pais que precisam trabalhar e não têm com quem deixar seus filhos. A construção de novas creches em Porto Velho ainda faz parte da espera da população para matricular as crianças.

    Os moradores do Bairro Nova Esperança, zona Norte da Capital, conhecem essa demora porque aguardam há sete anos a conclusão de uma creche localizada no Alphaville.

    A construção da creche foi iniciada na gestão do prefeito Mauro Nazif e na época o prédio foi quase concluído, com acabamentos de pinturas, forros, pias caixas d’água, porém ainda não foi entregue.

    Simone Vial Garcia é moradora do Bairro Nova Esperança há 13 anos explica que suas crianças já cresceram e agora tem netos e a creche ainda não foi entregue. “Toda vez a Prefeitura indica que nós moradores devemos realizar um levantamento e ir até o Ministério Público (MP). Um candidato a vereador disse que a creche foi construída em um bairro nobre que não tem demanda. A classe média tem condições de pagar uma escola particular, então por que não construíram em outro local?’’, disse.

    A moradora conta que as escolas no local são fora de acesso, as mais próximas são Escola Rio Madeira e Escola de Davi.

    “Eu sou mãe e sei como as mães sofrem. A creche foi construída no lugar errado. Estava quase pronta, mas agora está destruída. Quando chove alaga tudo. Não tem mais o que roubar lá dentro”, disse Maria Lima do Nascimento outra moradora.

    Solicitamos informações da Prefeitura sobre a construção da creche, porém até o fechamento desta matéria não obtivemos resposta.



    Deixe o seu comentário