porto velho - ro, 20 Outubro 2019 04:39:24

    Léo Ladeia

    coluna

    Publicado: 08/07/2019 às 17h09min

    A- A+

    No Maracanã até minuto de silêncio leva vaia

      “Embora ninguém ignore que o capitão herdou um abacaxi, o discurso da herança maldita vai perdendo o prazo de validade...

     

    “Embora ninguém ignore que o capitão herdou um abacaxi, o discurso da herança maldita vai perdendo o prazo de validade. Impaciente, a plateia começa a cobrar resultados. – Jornalista Josias de Souza

    1-Prision-tur

    Na maior surdina como sói ocorrer nestes casos, a justiça transferiu da Penitenciária Federal de Mossoró para a Penitenciária Federal de Porto Velho, Ronnie Lessa e Élcio Queiroz, acusados de executar a vereadora Marielle Franco e seu motorista Anderson Gomes. A razão é evitar fugas e ligações com milicianos dentre eles, o ex-PM Orlando Oliveira de Araújo – suspeito maior – antes de Lessa e Queiroz serem presos, ele que também era hóspede da Penitenciária de Mossoró. Tudo free! E nós pagamos tudo. 

    .2-Overdose de urnas

    Neste domingo eleitores de Candeias do Jamari mantiveram no cargo o atual prefeito Lucivaldo Fabrício de Melo que cumprirá um mandato tampão ate dezembro de 2020.  Melo venceu a eleição suplementar com 4.374 votos e na sequencia ficaram Valteir Queiroz com 3924 votos Ribamar Araújo com 2663 e Paulo Cadilack com 38 votos. De 17.683 aptos a votar, apenas 11380 eleitores compareceram, uma abstenção de 6.303 eleitores ou 1/3º dos votantes. Candeias – espero de verdade – deve entrar noutra era de normalidade, apesar do resultado que demonstra a aoatia e desinteresse do eleitor.  

    03-Na veia do paciente 

    Depois de um longo e tenebroso inverno com mil escaramuças para vencer a oposição à reforma da previdência – que ainda não foi vencida, a equipe econômica do governo concluiu um projeto de lei que permitir a investidores institucionais, como os fundos de pensão destinarem recursos para obras de infraestrutura tirando o desgastado BNDES  da função. O PL altera a lei de debêntures incentivadas. É bolsa de sangue na UTI. 

    4-Bol-son-aro versão 1/3% 

    No Maracanã até minuto de silêncio leva vaia. Quanto mais Bolsonaro com aprovação na casa de 33% ou 1/3º. Claro que esse o mundo bolsonarista estava lá, de verde e amarelo, aguerrido como sempre, emprestando solidariedade e entregando o sorriso e o aplauso, mas foi nítida a vaia que Bolsonaro recebeu. Por força do ofício e fruto da minha paranoia advinda dos anos de chumbo, não aprovo o estado na condição de receptáculo de triunfos esportivos. É um flerte perigoso com o ridículo. Como ontem…

    5-Violência urbana

     

    Sequestro relâmpago,  arrastão em ônibus e o bonde em mercearias na periferia da capital são as novidades que o crime organizado trouxe para Porto Velho, na esteira da vinda de chefões facções para a hospedaria da Polícia Federal de Rondônia, da falta de emprego e disseminação da droga barata e enlouquecedora que é o “crack”, encontrado em cada esquina da cidade. E a violência nossa de cada dia explode. leoladeia@hotmail.com

     


    Escreva um comentário

    sobre Léo Ladeia

    Leo Ladeia é baiano de Itororó, torcedor do Bahia ou um pau rodado que apoitou por aqui. Começou como radialista na Rádio Vitória Régia aos 55 anos. Apresentou o programa Lendas do Rock na rádio Parecis. Na SIC TV como aqui no Gente de Opinião Léo Ladeia fez de tudo. Astronauta, boy, pintor, poeta e pedreiro. Mutante, gosta de experimentar e de desafios, atualmente Ladeia está trabalhando no Rede TV Rondônia, canal 17,do Sistema Gurgacz de Comunicação.

    Arquivos de colunas