Porto Velho/RO, 31 Agosto 2021 13:20:12

SolanoFerreira

coluna

Publicado: 14/08/2021 às 08h40min

A-A+

O brasil precisa de um novo plano econômico consistente

De acordo com levantamento feito pela XP, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) segue em alta de 7,3% em 2021, ante..

De acordo com levantamento feito pela XP, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) segue em alta de 7,3% em 2021, ante projeção anterior de 6,7%. Para 2022, a expectativa é de que o índice suba 3,7%, contra 3,6% anteriormente. A revisão para cima indica inflação crescente e cenário econômico desafiador. A reaceleração da inflação vem de produtos e serviços essenciais como alimentos, bens administrados, especialmente combustíveis e energia elétrica, e dos bens industrializados. 

O Brasil precisa de um novo plano econômico que possa contemplar novas tendências mundiais. A globalização provoca mudanças constantes e a sobrevivência economia de uma nação precisa seguir uma dinâmica de revisão em curtos período para garantir o crescimento e desenvolvimento sem afetar o índice de desenvolvimento humano.

O atual plano econômico nada mais é do que um, entre tantos remendos, do Plano Real que foi um conjunto de reformas econômicas implementadas no Brasil, em 1994, no governo de Itamar Franco, com o objetivo principal de combater a hiperinflação no país. Foi o 13º plano econômico executado desde 1979, quando se iniciou a crise que levou à hiperinflação. Com quase três décadas, o Real já não resiste mais o impacto do mundo econômico e muito menos da realidade interna do Brasil.

No ano que vem (2022), teremos eleições importantes e os eleitores precisam ficar atentos para não se deixar levar por discursos inflamados ou empolgantes, deixando de lado o debate de ideias e de propostas dos candidatos. É preciso um novo plano econômico para o Brasil, além de aperfeiçoar as reformas indispensáveis: Administrativa, Tributária, Política e Judiciária. Se não avançar 


Deixe o seu comentário

sobre Solano Ferreira

Editor-Chefe do Diário da Amazônia. Comunicador Social e Marketing/ Mestre em Geografia. Atua na Gestão Estratégica e Gerenciamento de Crise.

Arquivos de colunas