Porto Velho/RO, 08 Outubro 2020 08:29:51

CarlosSperança

coluna

Publicado: 08/10/2020 às 08h28min | Atualizado 08/10/2020 às 08h29min

A-A+

O candidato Lindomar Garçon é considerado o cavalo paraguaio das eleições

Nas bocas dos líderes O presidente dos EUA, líder da nação mais poderosa do mundo, e o papa da Igreja Católica, a comunidade religiosa..

Nas bocas dos líderes

O presidente dos EUA, líder da nação mais poderosa do mundo, e o papa da Igreja Católica, a comunidade religiosa mais disseminada no planeta, sempre que coincidem em se manifestar sobre o mesmo assunto o transformam em preocupação para a humanidade. O presidente americano é como um “papa” da política e se declara cristão. O líder católico raramente se refere apenas a questões religiosas e sempre opina sobre política.

O atual presidente norte-americano, Donald Trump, manifestou no ano passado sérias preocupações com as queimadas e revelou ter dito ao presidente Jair Bolsonaro “que se os EUA puderem ajudar com os incêndios na floresta amazônica, nós estamos prontos para ajudar”. Não fez, porém, qualquer proposta a respeito, pelo menos publicamente. 

No primeiro debate entre os dois candidatos à presidência dos EUA, o desafiante Joe Biden tomou a dianteira e fez a sua proposta, típica de um capitalista, para o qual tudo se resolve com dinheiro: quer pagar 20 bilhões de dólares ao Brasil para “não queimar mais a Amazônia”. O pretendente a papa da política mundial deixou claro que quer decidir o futuro da Amazônia com dinheiro e se isso não resolver, pela força. Por sua vez, o papa Francisco acusou como “perigosa” a situação amazônica em pronunciamento na ONU. A Amazônia está nas bocas dos grandes líderes mundiais e não sairá delas tão cedo. 

………………………………………………..

Falam os inimigos!

Considerando interessante o que as equipes de campanha falam dos adversários em Porto Velho, fui colher as futricas na fonte. Vai aí, portanto, alguns casos. Do prefeito Hildon Chaves os adversários dizem que ele pode até ir para o segundo turno, mas lá na etapa seguinte leva pau. Explicam que o alcaide  teria, segundo eles, elevada rejeição, por causa das alagações, promessas não cumpridas como a nova rodoviária e o apoio do ex-senador Expedito que ele estaria escondendo do eleitorado.

A inexperiência

De Vinicius Miguel (Cidadania), outro favorito para ingressar no segundo turno, fala-se:  é muito jovem e inexperiente, um cabaço.  Por ser herdeiro parcialmente dos votos do deputado federal Leo Moraes, não vencerá a eleição justamente por isto –jovem e inexperiente -, tendo um final semelhante aquele que Leo teve no embate com o também barbudo Hildon Chaves em 2016. E não teria recursos para o enfrentamento com o milionário alcaide. Por último sofre uma conspiração dos caciques locais para sair do páreo.

Coisa de louco!

Do candidato Lindomar Garçom (Progressistas), falam de tudo. É considerado cavalo paraguaio, aquele que larga bem, mas no decorrer da campanha desaba. Mesmo com tantos adjetivos desairosos, Garçom está aí de novo e com boas chances de alcançar o segundo turno. Já perdeu duas eleições na capital, mas em ambas fez bonito só perdendo no segundo turno. É o candidato da igreja Universal, onde Crivela (RJ) se criou e Russomano (SP) ponteia a corrida sucessória – e igualmente como Garçom é considerado cavalo paraguaio.

Tem escuderia?

Não deixaram de alfinetar também até a recatada candidata do PP, vereadora e apresentadora Cristiane Lopes.  Segundo os adversários ela tem sido uma vereadora fraquinha, era da base do prefeito Hildon Chaves e até cotada para ser sua vice, na impossibilidade simulou uma briga com o prefeito para assumir a condição de oposicionista, mas seu partido continua até agora na base do mandatário tucano. Os adversários a consideram uma candidata de escuderia do prefeito Hildon Chaves. 

Bolsonarismo

Sobre o candidato bolsonarista Eyder Brasil (PSL), já é um dos que mais está levando pau. Os adversários acreditam que o bolsonarismo está rachado na capital e o próprio governador, considerando ele um predador de garras afiadas já está tratando de  impedir sua ascensão e como o então ex-governador Valdir Raupp fez com José Guedes (Porto Velho) e Ildemar (em Ji-Paraná) não quer saber de sombra. Já falam de tudo e a campanha nem começou direito. Coisa de louco! 

Via Direta

*** E haja conspirações contra Vinicius Miguel na temporada.As forças do mal estão ativas *** Os presidentes das câmaras municipais que estão assumindo as prefeituras aonde os mandatários foram presos estão ressabiados com a herança recebida*** Um deles, lá em Cacoal,  que renegou o cargo de prefeito para disputar a eleição a vereador*** As comunidades de Extrema, Tarilândia, Jacy-Paraná e União Bandeirantes estão se unindo para melhorar a representatividade na Câmara de Vereadores em Jaru e Porto Velho *** A meta é reforçar a campanha pela autonomia, a transformação dos distritos em municípios*** Está faltando materiais de construção em Rondônia. A reposição tem sido demorada*** Caro leitor: diga não ao candidato dos traficantes!


Deixe o seu comentário

sobre Carlos Sperança

Um dos maiores colunistas político do Estado de Rondônia. Foi presidente do Sinjor. Foi assessor de comunicação do governador José Bianco entre outros. Mantém uma coluna diária no jornal Diário da Amazônia.

Arquivos de colunas