Porto Velho/RO, 29 Dezembro 2020 08:48:43

CarlosSperança

coluna

Publicado: 29/12/2020 às 08h47min | Atualizado 29/12/2020 às 08h48min

A-A+

O cumprimento da legislação ambiental esbarra na prevaricação e na imunidade

Por que parou? A atualização recente do Atlas da Amazônia, feita pela Rede Amazônica de Informação Socioambiental, não traz..

Por que parou?

A atualização recente doAtlas da Amazônia, feita pela Rede Amazônica de Informação Socioambiental, não traz novidades. Sequer os que negam os fatos relatados podem alegar que foi surpresa a revelação de que um terço do bioma está sob grave ameaça depois que o desmatamento se intensificou.

Os negacionistas não o têm como novidade por ser o que sempre negam. O Atlas, nesse caso, teve uma reedição previsível, exibindo uma realidade que apesar da magnífica legislação se desarruma na prevaricação e na impunidade. Mesmo para quem o negue, não parece absurdo nem surpresa.

Surpresa e absurdo foi o Brasil, caindo pelas tabelas, necessitando de investimentos como cidadãos angustiados rezam por boas vacinas, ter travado o Fundo Amazônia. Agora, muitos prejuízos depois, começa a correr atrás, tentando negociar sua reativação com a Noruega e a Alemanha. Em exercício de ironia, temeridade e arrogância, o governo chegou a sugerir à Noruega em 2019 que usasse seu dinheiro para reflorestar a Alemanha.

Como se diz que o tempo é o senhor da razão, a Secretaria de Comércio Exterior e Assuntos Econômicos do Ministério das Relações Exteriores faz um bom trabalho de convencimento junto aos dois países e é possível que esta seja a primeira ótima notícia do temido ano de 2021. Faminto não joga comida fora. O Brasil não pode desperdiçar recursos nem investimentos.

…………………………………………………………………….

A prioridade

O prefeito de Porto Velho Hildon Chaves (PSDB) elegeu como sua grande prioridade em 2021 o saneamento básico, com água e esgoto em foco. Os reflexos acontecerão diretamente na saúde pública, com a redução de atendimentos nos postos de saúde, de doenças como a verminose e outras patologias gastrointestinais. Vamos ver o que o alcaide consegue fazer em pouco mais de um ano e meio, pois em seguida ele se desincompatibiliza para disputar o governo do estado.

Comissões de ética

O ano de 2020 vai acabando, o recesso das assembleias legislativas, Câmara dos Deputados e Senado já em andamento e as comissões de éticas formadas para examinar os malfeitos dos parlamentares mais um ano deixaram de funcionar. Os políticos se protegem como podem. Só na Assembleia Legislativa de Rondônia temos vários casos pendentes passiveis de punição, os últimos casos com os deputados Eurípedes Lebrão e Geraldo da Rondônia.

O predomínio

O MDB tem sido o partido predominante em Rondônia desde a instalação do estado em 4 de janeiro de 1981, que começou com governadores nomeados como Ângelo Angelim (MDB) sucedendo Teixeira. Já se tratando dos governadores eleitos pelo voto direto o MDB elegeu Jerônimo Santana (em 1986), Valdir Raupp (1994), Confúcio Moura (MDB) em duas oportunidades, em 2010 e 2014, todos considerados de centro-esquerda. Em 2022 o MDB tentará o quinto mandato com Lucio Mosquinha.

Pela direita

Pelos partidos e políticos alinhados pela direita foram eleitos ao então Palácio Presidente Vargas os governadores Oswaldo Piana Filho e José de Abreu Bianco e atualmente temos o governador Marcos Rocha. A esquerda nunca se deu bem nas disputas ao CPA e quando teve chances o próprio PT boicotou a candidatura do então prefeito de Porto Velho, Roberto Sobrinho, que tinha sido reeleito e com grande aceitação popular na era Lula, considerado até a bola da vez na época.

4 de janeiro

Na próxima semana, em 4 de janeiro, o estado festeja seu 39º ano de instalação. Somos aproximadamente 1.800.000 habitantes e os principais municípios pela ordem, considerando-se a densidade demográfica, são Porto Velho, Ji-Paraná Ariquemes. Vilhena e Cacoal. Ji-Paraná foi a cidade que mais cresceu no Brasil em termos populacionais na década de 70, originando o nascimento de Ouro Preto, Presidente Médici e tantos outros municípios na região central. 

Via Direta

*** Na política o que mobiliza os partidos atualmente é a disputa pela presidência da Câmara dos Deputados e do Senado. Os representantes rondonienses ainda não se posicionaram a respeito*** Na Câmara, Arthur Lira (Podemos) x Baleia Rossi (MDB) travam a grande peleja***Seja quem ganhar se alinha ao presidente Bolsonaro, já que Baleia Rossi é pau mandado do ex-presidente Michel Temer, bolsonarista de raiz*** Se tratando da renovação da mesa diretora da Assembleia Legislativa de Rondônia, tudo foi resolvido antecipadamente há dois anos atrás e já em 2021 vai comandar a casa de leis Alex Redano (Ariquemes)*** Já, no que tange a Câmara de Vereadores de Porto Velho o atual presidente Edwilson Negreiros vai tentar mais um mandato.


Deixe o seu comentário

sobre Carlos Sperança

Um dos maiores colunistas político do Estado de Rondônia. Foi presidente do Sinjor. Foi assessor de comunicação do governador José Bianco entre outros. Mantém uma coluna diária no jornal Diário da Amazônia.

Arquivos de colunas