Porto Velho/RO, 30 Setembro 2021 09:19:03

CarlosSperança

coluna

Publicado: 30/09/2021 às 09h18min

A-A+

O fato de Cristiane Lopes largar na mão Ivo Cassol e Léo Moraes não é uma novidade em Rondônia

Há tempo Shakespeare começou a famosa peça “Ricardo III” saudando o fim do “inverno do nosso descontentamento”, depois do qual..

Há tempo

Shakespeare começou a famosa peça “Ricardo III” saudando o fim do “inverno do nosso descontentamento”, depois do qual um clima agradável deveria vir. No entanto, o medo que o rei tinha de ser destronado o levou a um acúmulo de tragédias. Com isso, até a estação mais bela do ano se tornou assustadora.

Neste 2021, a Primavera chegou abrindo baús de corrupção e a tragédia sanitária longe de acabar, com o Ministério da Saúde cometendo a trapalhada de desagradar em massa a juventude ao cortar a vacinação para os adolescentes, medida felizmente revogada. Não serão fáceis os três meses finais do ano para o Brasil, porque as confusões na política permanecem com o Executivo querendo legislar e julgar, as duas casas do parlamento divergindo entre si e pretendendo ora regular o governo, ora substituir a Justiça, e o Judiciário persiste podando as asas do Executivo e travando os voos legislativos.

Se todos cumprirem o juramento de obedecer à Constituição será possível chegar aos consensos necessários para vencer as crises econômica e social. É preciso confiar que a Primavera não será mais uma estação do “nosso descontentamento”, sobretudo porque o Brasil vai entrar em janeiro no ano do bicentenário da Independência. Nele, os brasileiros vão merecer festejos, congraçamento e soluções, superando as brigas, vexames e vergonhas da atualidade. Isso é possível e há tempo.

………………………………………………………………………..

 PVH em festa

Neste sábado, dia 2 de outubro, o município de Porto Velho comemora seu 107º aniversário de emancipação política e administrativa. A cidade conta com cerca de 550 mil habitantes, computando a sede e seus quase 20 distritos, é a terceira capital da região Norte, perdendo   em termos demográficos apenas para Manaus (AM) e Belém (PA), tendo o município de Ananindeua (PA) na sua cola na quarta posição amazônica. Um futuro repleto de desafios para serem superados, como o combate as alagações e principalmente os índices terceiro-mundistas de abastecimento de água e coleta de esgoto.

Mais tapetão

O deputado Saulo Moreira (MDB-Ariquemes) que tinha conseguido depois de muita luta na justiça e na própria Assembleia Legislativa chutar do poleiro o parlamentar cassado Edson Martins (MDB-Urupá), agora recebe o assédio do suplente Jean Mendonça (Pimenta Bueno) beneficiado pela recontagem dos votos no pleito de 2018. Mendonça já foi declarado deputado, mas Saulo Moreira não vai facilitar a posse do seu suplente, catimbando o jogo. Da mesma forma que Edson Martins enrolou para sair, Saulo deverá fazer o mesmo. É coisa de louco!

Cooptação política

A cooptação de políticos oposicionistas vem de longe em Rondônia e, portanto, Cristiane Lopes largar na mão Ivo Cassol e Leo Moraes não pode ser considerado uma novidade. Lembro que nos anos 80 Claudionor Roriz (Ji-Paraná) foi cooptado pelo governador Teixeirão e virou senador. Nas eleições de 1982, numa articulação magistral do então secretário de Planejamento José Renato da Frota Uchoa todo o MDB de Vilhena virou a casaca, reforçando o PSD que elegeu na época três senadores, cinco deputados federais e 15 estaduais, numa bela vitória atribuída ao então governador Jorge Teixeira.

Opções de vices

Começam as especulações em torno de nomes para compor de vice do governador Marcos Rocha, sabendo-se que o atual vice Jordan é considerado uma alternativa descartada. Entre os especulados estão desde Cristiane Lopes em Porto Velho, prefeita Carla Redamo ou Thiago Flores em Ariquemes, prefeito Joãozinho Gonçalves em Jaru. Mas tem nomes cogitados em Ji-Paraná, Cacoal e Vilhena sendo avaliados. Quem será que vai topar o desafio? Rocha está bem na foto e não deve fazer feio perante os ex-governadores eleitos duas vezes que são Ivo Cassol (PP) e Confúcio Moura (MDB) favoritos na peleja.

Balsas na fronteira

A Câmara de Vereadores de Costa Marques confirma a realização de audiência pública hoje para debater a instalação de balsas no Rio Guaporé, na fronteira com a Bolívia e desta forma ampliar a exportação de mercadorias para o País vizinho. Os deputados Eurípedes Lebrão (MDB-São Francisco) e Crisóstomo (PSL-Porto Velho) deverão estar presentes ao encontro. A proposta vem de longe, defendida pelo deputado Lebrão, é de interesse dos empresários da região que estão vendo nesta ação uma oportunidade de ampliar o intercâmbio comercial com os bolivianos.

Via Direta

*** Novas levas de imigrantes ilegais provenientes do Brasil tem desembarcado diariamente no México na fronteira com os Estados Unidos*** Nestas estatísticas existe uma cota de rondonienses disposta a atravessar o deserto fronteiriço através dos chamados “coiotes”, os coordenadores da travessia ilegal e que embolsam quase R$ 30 mil por cabeça *** O incrível da coisa é que os coiotes pagam pedágio ao narcotráfico para poder trabalhar, o que “encarece” o produto, ou seja a travessia ilegal*** Trocando de saco para mala: o ex-governador Daniel Pereira (Solidariedade) estuda criteriosamente seu destino político para as eleições 2022 *** Senador ou governador? Pereirinha segue repleto de dúvidas sobre suas possibilidades***As pesquisas sujas vão chegando para iludir o eleitorado. Haja pilantras circulando.


Deixe o seu comentário

sobre Carlos Sperança

Um dos maiores colunistas político do Estado de Rondônia. Foi presidente do Sinjor. Foi assessor de comunicação do governador José Bianco entre outros. Mantém uma coluna diária no jornal Diário da Amazônia.

Arquivos de colunas