Porto Velho/RO, 11 Novembro 2020 09:06:08

SolanoFerreira

coluna

Publicado: 11/11/2020 às 09h06min

A-A+

O impacto da infraestrutura verde nas cidades

Chegando a reta final de campanha eleitoral para as escolhas dos futuros prefeitos, vices-prefeitos e vereadores, nos municípios..

Chegando a reta final de campanha eleitoral para as escolhas dos futuros prefeitos, vices-prefeitos e vereadores, nos municípios brasileiros, alguns temas de grandes importâncias ainda não entraram nos programas de governos da maioria dos candidatos. Os poucos que entraram no assunto de sustentabilidade foram acanhados e não aprofundaram nas pautas. Talvez por desconhecimentos não quiseram expor de forma clara e objetiva o que pretendem fazer para o bem-estar de seus munícipes.  

O desenvolvimento sustentável está na Agenda 2030 da ONU (Organização das Nações Unidas) e é necessário para suprir as demandas atuais das cidades brasileiras e do mundo inteiro. Por isso, os candidatos poderiam ter destacados de que forma as gestões municipais poderão contribuir para integrar o meio ambiente com os setores produtivos da economia. Poderiam ainda terem colocado em suas metas ações que pudessem ampliar as áreas verdes das cidades para reduzir o calor, conter as poluições e colaborarem com o bem-estar e saúde dos moradores.

Outra questão de suma importância é a chamada ‘infraestrutura verde’ em prática em diversos países que torna capaz de evitar as enchentes no período de chuvas, e soluciona a falta d’água no período de estiagem. Esse é um problema comum em todos os municípios brasileiros, mas o tema tem passado despercebido nos planos de governos que ainda priorizam as manilhas entupidas.

Outro assunto que está na pauta de sustentabilidade é a mobilidade urbana. Os candidatos à prefeitos não tem sido claro em como resolverão os problemas de trânsitos e de transportes nas cidades. Independente do tamanho, as cidades estão ficando caóticas com o alto fluxo veicular e a ineficiência na condução das pessoas no ir e vir de forma segura, ágil e com menores impactos possíveis. Talvez não dê tempo de debater sobres os assuntos, mas cada cidadão poderá exigir essas pautas das futuras gestões municipais quando tomarem posse dos respectivos mandatos, jurando trabalharem para o bem-estar de todos.


Deixe o seu comentário

sobre Solano Ferreira

Editor-Chefe do Diário da Amazônia. Comunicador Social e Marketing/ Mestre em Geografia. Atua na Gestão Estratégica e Gerenciamento de Crise.

Arquivos de colunas