Porto Velho/RO, 15 Outubro 2021 18:12:50

Carlos Sperança

coluna

Publicado: 18/09/2021 às 08h15min | Atualizado 18/09/2021 às 08h58min

A- A+

O MDB de Michel Temer pode costurar uma candidatura a vice de Bolsonaro

Parte da militância vê a ideia como um absurdo

Turismo positivo

O vice-presidente Hamilton Mourão no honroso papel de guia turístico para uma comitiva de diplomatas em trechos da Amazônia que não causam vergonha às autoridades levou os visitantes a conhecer ações práticas exercidas ou incentivadas pelo governo para preservar e desenvolver a região, como atividades sustentáveis de mineração na Serra dos Carajás.

O tour demonstrou que o país aceita dialogar sobre o futuro da região, sem o argumento nada convincente de que a Amazônia só interessa ao Brasil, quando a realidade é de um bioma multinacional. A devastação na Amazônia peruana é tão condenável quanto danos nas outras oito nações que a compartilham. Como aceno ao mundo de que o Brasil quer aplicar soluções para combater o aquecimento global e o apocalipse climático, a visita dos diplomatas foi um sucesso.

Não vai impedir que nenhum dos países ali representados continue a se informar a respeito do que ocorre na região, engolindo sem molho adicional o prato servido pela informação oficial, mas significa diálogo, entendimento e disposição para ações conjuntas. Descartando o negacionismo evita-se brigar com os fatos. Supera a crença infantil de que basta torcer a realidade inventando uma “narrativa” contrária para que as coisas automaticamente se transformem na fantasia narrada. A verdade sempre aparece e desmoraliza quem mentiu.

Novo combinado

Aparadas eventuais arestas, o senador Marcos Rogério (DEM-RO) e o prefeito de Porto Velho Hildon Chaves (PSDB) tem um novo combinado. Está formado um pacto para o pleito 2022.

Ambos estão fazendo campanha conjuntamente e no fim das contas um deles será o candidato ao governo estadual com apoio do outro propagando o nome de Expedito Junior ao Senado. Prevalecendo a candidatura de Marcos Rogério está definido que sua vice será a esposa de Hildon, Ieda Chaves. No caso de Hildon ser o postulante da coalizão, Marcos Rogério indica o vice.

Outras projeções

O que rola nos bastidores é que a presença da ex-vereadora Cristiane Lopes, cooptada pelo governador Marcos Rocha, no cargo adjunta da Educação só vai durar até a sua desincompatibilização para disputar uma cadeira à Câmara dos Deputados no início do ano que vem.

A base aliada do governador já tem alguns possíveis candidatos de ponteira para a disputa neste segmento. Começa com Evandro Padovani, segue com Fernando Máximo, Junior Gonçalves e agora também Cristiane Lopes é cogitada para reforçar o chapão a governador. Ainda não se sabe quem será o candidato ao Senado da coalizão.

Construção civil

O governo Bolsonaro está decidido a gerar empregos priorizando um dos setores que mais contratam mão de obra no país com efeitos imediatos: a construção civil.

A decisão da Caixa Econômica Federal em reduzir os juros da casa própria vai turbinar os negócios e as construtoras de Porto Velho ficaram animadas para lançar novos empreendimentos neste final de ano. Mesmo com a pandemia os negócios imobiliários tiveram bom desempenho em Rondônia ao longo de 2021 e com o estimulo da caixa mais projetos serão desengavetados nos próximos anos.

Aviação

A bancada federal de Roraima se uniu ao governo estadual e a classe produtiva e conseguiu da empresa Azul um voo direto conectando Campinas (São Paulo) a Boa Vista (Roraima), numa distância de mais de 3,2 mil quilômetros, com a duração de apenas 4h25 min a partir de dezembro.

Em tempos idos o Estado de Rondônia já foi melhor atendido pelas companhias aéreas com voos diretos aos grandes centros. Bons tempos da Varig, da Vasp e Transbrasil com vôos fartos e atendimento de mais qualidade para os passageiros e comida apetitosa!

E o MDB?

Como um dos maiores partidos do país, se acreditava até pouco tempo que o MDB lançaria uma candidatura própria a presidência da República e o nome da senadora Simone Tebet (MS) era considerado uma alternativa para se tornar uma terceira via frente a Bolsonaro e Lula.

No entanto, a aproximação do ex-presidente Michel Temer que se transformou em redator de manifestos do Presidente Bolsonaro mudou as coisas. Agora se fala que o MDB pode costurar uma candidatura a vice do presidente Bolsonaro, o que parte da militância vê como um absurdo.

Via direta

Os partidos de oposição ao governo do presidente Jair Bolsonaro começa a se unir para promover manifestações mais robustas nos municípios brasileiros.

A intenção é fomentar um processo de impeachment do presidente que conta com apoio do Centrão e do MDB, e portanto, ele conta com maioria no Congresso para se garantir até o final do seu mandato.

Pelo que se sabe o PT foi excluído dos partidos convidados para os protestos em outubro *** O governador Marcos Rocha segue catimbando seu destino político para a peleja da reeleição.

Ele tem convite do PSL de Evandro Padovani, mas até agora não deu uma resposta positiva e segue conversações com outras legendas.

E aí, cara-pálidas, tem golpe do pix a todo dia e a toda hora. Andar com celular na rua virou uma fria.


Deixe o seu comentário

sobre Carlos Sperança

Um dos maiores colunistas político do Estado de Rondônia. Foi presidente do Sinjor. Foi assessor de comunicação do governador José Bianco entre outros. Mantém uma coluna diária no jornal Diário da Amazônia.

Arquivos de colunas