Porto Velho/RO, 09 Maio 2020 07:34:12

CarlosSperança

coluna

Publicado: 09/05/2020 às 07h34min

A-A+

O município de Vilhena tem se destacado no combate ao coronavirus

Para fazer história  Há meio século, a imagem do Brasil no exterior também era ruim. A diferença é que a repressão aos opositores,..

Para fazer história 

Há meio século, a imagem do Brasil no exterior também era ruim. A diferença é que a repressão aos opositores, a censura à imprensa e a entrega do país às empreiteiras que depois subornariam Lula e o MDB era maquiada com altos índices de crescimento econômico, o “milagre” que ruiu na crise de 1980.

Hoje, o Brasil tem uma democracia constitucional sólida, a oposição não tem embaraços e a imprensa é livre, mas a imagem do Brasil voltou a ser a pior possível. A má imagem existente há meio século foi vencida justamente pela supremacia da Constituição sobre as pretensões autoritárias.

Com a imagem em cacos, como será possível vencer o horror e o medo que o mundo sente do Brasil? Certamente lançando mão da mesma Constituição que salvou o país anteriormente. A má imagem de hoje vem dos maus tratos com a Amazônia, omissão, prevaricação e vitórias do crime sobre a lei e a ordem, com impunidade e até sanções educativas ignoradas.

Para fazer valer a Constituição, as Forças Armadas são chamadas pelo vice-presidente, Hamilton Mourão, para um esforço de proteção à floresta. Será salutar e de lavar a alma fazer o mundo assistir à maior operação militar da América Latina se desencadear, não para atacar outra nação, como em 1864, mas para proteger o mundo. A operação fará história se recolocar o Brasil no topo das melhores soluções globais.

…………………………………………………….

O adiamento

Como foi ventilado, os deputados estaduais de Rondônia anunciaram posição contrária ao perdão da dívida da Energisa pelo governo do estado. O assunto foi tratado na Comissão de Constituição e Justiça onde se decidiu a coisa, mas o assunto foi adiado para uma decisão definitiva por 60 dias. Tem muita gente acreditando que neste período os mesmos deputados que anunciaram a posição contrária vão voltar atrás”. Será? Os parlamentares falaram  muito sério, né?   

Filas bancárias

O município de Vilhena tem se destacado no combate ao coronavirus – foi o último polo regional a ser atingido no estado – e também deu uma demonstração durante a semana de eficiência e respeito a sua população ao montar tendas para livrar os beneficiários da Caixa Econômica Federal das intempéries do tempo com chuva e sol em filas intermináveis. Meus parabéns ao prefeito Eduardo Japonês e meu protesto contra a Caixa, já que ela que deveria ser ela a adotar esta medida de proteção aos seu clientes.

Boa proposta

Aliás, se fosse vereador ou deputado estadual trataria já de um projeto de lei para proteger a população destas longas filas  de pagamento obrigando as instituições bancárias a montar as tendas de proteção. É lastimável constatar tantos idosos, mulher grávidas, deficientes físicos sofrendo madrugadas adentro em filas insuportáveis para receber os pagamentos nos bancos. Um abuso que sensibilizou o prefeito Eduardo Japonês e em seguida o prefeito Thiago Flores em Ariquemes.

Maria da Penha

O isolamento social exigido pela pandemia do coronavirus tem sido uma tortura para muitas mulheres alvo de agressões de seus maridos. A violência aumentou muito nos últimos meses tornando necessária a volta da patrulha Maria da Penha para atender as ocorrências que se multiplicaram geometricamente na capital rondoniense. Antes da pandemia a violência era praticada nos finais de semana, agora a semana inteira. É lamentável.

Nominata pronta

O PDT de Porto Velho tem sua nominata a vereança praticamente pronta, com 32 nomes, como permite a legislação eleitoral para disputar as 21 cadeiras do Legislativo da capital. A lista é liderada pela combativa vereadora Ada Dantas, segue com nomes expressivos como o apresentador Rosinaldo Guedes  e cumprindo as exigências do percentual de candidaturas femininas. Neste quesito o partido é o que conta com mais  representantes.

Via Direta

*** Os países que desdenharam do coronavírus hoje lideram no mundo o número de casos desta pandemia como os Estados Unidos Inglaterra e o Brasil*** O atraso nas providências – sendo que nossos vizinhos Paraguai, Argentina e Uruguai começaram um mês antes que o Brasil com o isolamento social – levaram nosso País a esta aflitiva situação*** Trocando de saco para mala: Os gerentes continuam sumidos das instituições bancárias prejudicando os  casos de financiamentos da casa própria cujos processos vão se amontoando*** Em tempos bicudos, o comércio voltou a ganhar corpo com o Dia das Mães na capital, mesmo com alguns segmentos do comércio ainda fechados*** Os economistas acreditam que 2020 já foi para o saco em termos de desempenho da economia. A recuperação ainda vai longe. Pobres brasileiros. 

 


Deixe o seu comentário

sobre Carlos Sperança

Um dos maiores colunistas político do Estado de Rondônia. Foi presidente do Sinjor. Foi assessor de comunicação do governador José Bianco entre outros. Mantém uma coluna diária no jornal Diário da Amazônia.

Arquivos de colunas