porto velho - ro, 21 Setembro 2019 10:06:20

    SolanoFerreira

    coluna

    Publicado: 21/09/2019 às 06h44min | Atualizado 21/09/2019 às 10h02min

    A-A+

    O Vexame do Brasil na cúpula do clima da ONU

    A falta de controle de incêndios florestais, o aumento dos focos de queimadas, o desmatamento acelerado e a política ambiental..

    A falta de controle de incêndios florestais, o aumento dos focos de queimadas, o desmatamento acelerado e a política ambiental fragilizada deixam o Brasil em situação de vilão do meio ambiente. Não bastando, os discursos desconexos do presidente Jair
    Bolsonaro com a situação climática e ambiental só pioram a imagem do país quanto ao tema. O mais recente vexame é o corte da fala do presidente brasileiro na Cúpula do Clima, organizado pela ONU (organização das Nações Unidas), que acontecerá na próxima segunda-feira, em New York (EUA).

    O motivo alegado para suspender a fala de Jair Bolsonaro é que o governo brasileiro não teria enviado com antecedência o compromisso com o clima, critério exigido dos 63 presidentes que terão direito a voz no evento mundial. Mas, especialista acreditam que a razão seria uma forma de resposta das nações contra as ocorrências de queimadas acima da média, neste ano no Brasil.

    Desde ontem, mais de 150 países tem atos públicos em favor do meio ambiente, e o Brasil aparece em todos como o vilão do clima. os argumentos de que as queinadas são normais como pra´tica de limpeza das propriedades são contraditórios com o que vem sendo mostrado para o mundo inteiro. Florestas são devastadas pelo fogo. O aumento é estimado em 150% a mais se comparando ao ano anterior. Não tem como esconder tanto fogo e fumaça. O Brasil precisará de ações duras e imediatas para resgatar a credibilidade e sair dessa condição ruim que se meteu. As relações comerciais com diversos países (clientes das exportações brasileiras) exigem critérios ambientais. A questão ambiental é também econômica.


    Escreva um comentário

    Arquivos de colunas