Porto Velho/RO, 17 Fevereiro 2021 10:28:11
Diário da Amazônia

“Operação Restrição” fiscaliza mais de 80 estabelecimentos em Porto Velho

A ação visa verificar se as empresas estavam respeitando as normas sanitárias existentes no atual decreto.

Por Redação Diário da Amazônia
A-A+

Publicado: 17/02/2021 às 10h27min | Atualizado 17/02/2021 às 10h28min

Autoridades fiscalizam estabelecimentos da capital para checar cumprimento normas sanitárias — Foto: Governo de Rondônia/Reprodução

Na noite da última terça-feira (16), 84 estabelecimentos comerciais foram vistoriados durante a Operação Restrição, em Porto Velho. A ação visa verificar se as empresas estavam respeitando as normas sanitárias existentes no atual decreto para combater o coronavírus.

No atual decreto, está proibido a circulação de pessoas em vias e espaços públicos das 21h às 6h. Já os estabelecimentos autorizados podem funcionar com 30% da capacidade de pessoas permitidas no local.

A Operação Restrição contou com efetivos do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar (PM) e Polícia Civil (PC), além da Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa), em parceria com a Prefeitura de Porto Velho, através da Vigilância Sanitária.

Três equipes, que percorreram todo o perímetro urbano da Capital e vistoriaram 84 estabelecimentos comerciais, dos quais 82 estavam sem funcionamento (respeitando as condições do decreto).

Os estabelecimentos vistoriados receberam orientação sobre o posicionamento necessário de atendimento aos clientes durante vigência do Isolamento Social Restritivo e um foi notificado por descumprir as regulamentações de controle sanitário.

O responsável pela condução da “Operação Restrição”, o coronel do Corpo de Bombeiros Militar, Gilvander Gregório de Lima, reforçou que esse tipo de trabalho vem sendo realizado com frequência e não há previsão de término. Segundo cálculos produzidos pela Corporação, esta foi a 16ª edição do trabalho de fiscalização realizado na Capital, neste ano. Ao todo, foram 20 operações, cujo início é datado do dia 11 de dezembro de 2020. “Há uma média de 52 profissionais engajados neste trabalho. Até então, realizamos 2.147 intervenções desde o início das operações. O trabalho continua com a mesma eficiência e contamos com a colaboração da população”, disse o coronel.

Com informações da Secom



Deixe o seu comentário