porto velho - ro, 11 Fevereiro 2019 10:57:27

Carlos Sperança

coluna

Publicado: 11/02/2019 às 10h00min | Atualizado 11/02/2019 às 10h44min

A- A+

Os EUA prosperaram massacrando índios e a natureza sem pudor

Protestos e propostas No fim de janeiro, diante do consulado brasileiro em Nova York, militantes de diversas entidades, dentre as quais a..

Protestos e propostas

No fim de janeiro, diante do consulado brasileiro em Nova York, militantes de diversas entidades, dentre as quais a Rainforest Foundation US, enfrentavam o frio intenso para protestar ali, em Washington e Los Angeles, além de Londres, Berlim, Madri, Milão e Paris, no ato maior da campanha Sangue Indígena – nenhuma gota a mais.

Os EUA prosperaram massacrando índios e predando a natureza sem pudor. Sabem que a matança de índios e a devastação das florestas são crimes de lesa-humanidade. Na tentativa de expiar suas máximas culpas, pretendem que o Brasil não os cometa. Isso é louvável, mas insuficiente diante do gigantesco esforço necessário para assegurar a sustentabilidade.

Seria suficiente se com os protestos também atendessem ao apelo dos brasileiros que, a exemplo do senador gaúcho Luis Carlos Heinze, concordam que o país deva preservar a Amazônia ao máximo, porque se trata de fazer um bem à humanidade, “mas se serve para o mundo, o mundo que nos pague”, propõe.

Mesmo que chamem a proposta de “chantagem” e aleguem que os primeiros a perder com a destruição seriam os próprios brasileiros, cabe observar que antes de torrar bilhões em guerras inúteis seria mais defensável custear a preservação no Brasil.

……………………………………

Base aliada

O numero de nomeações de cargos comissionados no governo de Rondônia está próximo de 4 mil é considerado um indicio de composição do governador Marcos Rocha (PSL) com os deputados estaduais para a formação de uma base aliada confiável no parlamento rondoniense. Nada que espante e que não tenha feito antes pelos mandarins anteriores, já que é o velho toma lá, dá cá.

Petistas bocudos?

Já não se vê tantos petistas bocudos por aí depois da segunda condenação de Lula, agora para 25 anos de cadeia. A militância também abandonou a concentração em Curitiba e o próprio ex-presidente já deve ter concluído que quem fala muito dá bom dia a cavalo. E o último encontro dos petistas já mostrou as divergências entre Gleysi Hoffman e Hadad, hoje as principais lideranças do partido.

Mesmos sintomas

Os mesmos sintomas da cheia histórica no Rio Madeira de 2014 estão presentes neste ano de 2019. Na época mais de 30 cidades bolivianas foram alagadas, mas de 10 mil cabeças de gado morreram afogadas, muitas comunidades ficaram submersas, tantas vitimas humanas perdidas. Desde o inicio da temporada que os ribeirinhos alertavam que a batata estava assando e os metereologistas de plantão negavam a desgraceira, etc,etc.

A fantasmarada

Por falar em Assembleia Legislativa a nova mesa diretora fez um rapa na fantasmarada herdada da gestão passada. Muitos fantasmas, neste momento, estão chiando e buscando apadrinhamentos diversos para livrar o couro. Outros procuram novas paragens, ou seja, outros órgãos públicos. Como sempre se acomodam, de um jeito ou de outro, os bichos são renitentes e sempre acabam voltando.  

Novos deputados

Os novos deputados federais de Rondônia que ascenderam ao Congresso, iniciam o mandato preocupados com a situação das estradas rondonienses, principalmente com a BR 364. Todos eles já estiveram no Dnitt cobrando melhorias Alguns representantes pedem o alteamento da rodovia nos trechos que alagaram recentemente causando a interrupção e o isolamento rodoviário do Norte de Rondônia, Acre e Amazonas.

 

Via Direta

***Os produtores de leite também reclamam da situação das estradas vicinais. A entrega do produto esta prejudicada em várias regiões do estado *** O ano começou mal para Porto Velho. Temos desde a ameaça de nova cheia, a saúde caótica, a segurança em colapso *** Não bastasse, a capital padece ainda com o problema dos transportes coletivos agravado com o início das aulas *** Estou de olho nos rios bolivianos que estão subindo muito nesta época do ano ***E aquele aguaceiro todo já chegou no Mamoré. Laguinho vem para o nosso Madeirão.


Escreva um comentário

Arquivos de colunas