Porto Velho/RO, 29 Fevereiro 2020 06:30:42

CarlosSperança

coluna

Publicado: 29/02/2020 às 06h30min

A-A+

Os insinceros não têm cura e sucumbem pelas consequências

Carnes sinceras Os insinceros não têm cura e sucumbem pelas consequências da falsidade, mas os vegetarianos, veganos e outros grupos..

Carnes sinceras

Os insinceros não têm cura e sucumbem pelas consequências da falsidade, mas os vegetarianos, veganos e outros grupos sinceros que se preocupam com as relações entre pecuária e desmatamento passaram a ter desde as vésperas do Carnaval um instrumento de apoio para a redução de seus temores.

Para ajudar nos ataques midiáticos dos insinceros aos agropecuaristas, havia um cipoal de leis, normas, portarias e papéis que conflitavam ou dificultavam a tarefa de comprovar uma produção de carne não originada de terras desmatadas da Amazônia, ocupadas ilegalmente ou geridas por neoescravistas.

Agora, em benefício dos diversos setores que atuam ou se relacionam com as cadeias de carnes, o Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola (Imaflora) criou um instrumento que vai facilitar a vida de todos: produtores, fiscalização, frigoríficos, varejistas e consumidores.

O recentemente elaborado Protocolo de Monitoramento de Fornecedores de Gado é a contribuição mais recente do Imaflora para abrir uma clareira iluminada no cipoal escuro das regras que se empilhavam, trombavam ou criavam dúvidas.

Haverá menos pressão e barulho por parte dos setores antes ancorados nas ações fora da lei de clandestinos e invasores de terra que maculavam este setor de tanta importância para o esforço exportador brasileiro. Viva a sinceridade!

………………………………………………………………….

A estruturação

Ao contrário do que foi informado nesta coluna, segundo informações do presidente do Diretório Estadual do Solidariedade, Daniel Pereira, o partido já têm chapa completa a vereança montada na capital com 32 postulantes. Pereirinharevelou ainda que o  cenário é o mesmo nos demais municípios rondonienses e a sigla tem expectativa de eleger muitos prefeitos e vereadores em todo o estado. A legenda em Rondônia é formada por ex-socialistas e petistas arrependidos e cassolistas órfãos, numa verdadeira  coalizão frankstênica!

A judicialização

Dezenas de obras públicas em Rondônia estão travadas pela judicialização que ocorre desde superfaturamento de obras até defeitos de projetos técnicos. E assim sendo temos desde a falta da conclusão de creches, conjuntos habitacionais, postos de saúde, pontes, quadras esportivas, etc,etc. Em Porto Velho, temos esqueletos de conjuntos de casas populares e de prédios já danificados e expostos pelo tempo se deteriorando, arrombados e depenados. É coisa de louco!

A safra 2020

Segue a coleta da soja, com o plantio  da oleaginosa em franca expansão em solo rondoniense. Frisando que o município de Corumbiara que já foi o recordista em rebanho bovino em Rondônia, agora está trocando as patas do boi pela soja. Para se ter uma ideia, o município já é o maior produtor da soja  do estado, seguido por Vilhena (que perdeu o posto denúmero 1) e Pimenteiras, no extremo sul, na divisa com a Bolívia.No Vale do Jamari, polarizada por Ariquemes a colheita está mais atrasada.

A Fraternidade

Inspirada em Irmã Dulce, símbolo da igreja católica de bondade e comiseração, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil-CNBB lançou a edição de 2020 da Campanha da Fraternidade tendo com o tema “Fraternidade e Vida”. Todo ano a entidade lança campanhas de conscientização e a Amazônia já foi alvo de várias manifestações da entidade nas últimas décadas,  sempre fazendo a opção pela defesa dos mais humildes e maisrecentemente pelo acolhimento dos imigrantes que tem desembarcado no País.

Custo Rondônia

Só na região do centro histórico de Porto Velho, onde muitas lojas fecharam depois de tantas invasões de viciados, marginais e mendigos, o Banco Itaú fechou duas agências de uma vez só. O fato demonstra as consequências do abandono daquele centro comercial que vai perdendo a importância e que precisa ser revitalizado. É mais um ingrediente do custo Rondônia, o outro já se sabe: muito político mantém desde os idos das usinas o péssimo habito de chantagear empresas se instalando nestas bandas.

Via Direta

*** A AGU que substituiu o antigo órgão fiscalizador dos municípios brasileiros – que era bem mais rigoroso – já autorizou asprimeiras fiscalizações do ano. Cá entre nós, sabemos que de cada 10 cidades inspecionadas quase todas têm culpa em cartório ***. As irregularidades vão desde superfaturamento de pãozinho da merenda escolar até construção de pontes, pavimentação de estradas, notas fiscais fraudadas em oficinas mecânicas***O DNA dos prefeitos é de rapinagem *** Pelos estudos em andamento a nova tarifa de transporte coletivo em Porto Velho deverá ser fixada em R$ 4,10 inicialmente mais barata do que em muitas capitais praticando até R$ 4,50*** Mas a licitação para a nova empresa assumir continua enrolada. E por enquanto serão apenas 65 ônibus atendendo a população,ou seja, a metade da década passada circulando *** Diferentemente de anos anteriores nem a prefeitura de Porto Velho, tampouco o governo do estado colaboraram com carnaval, tampouco comtimes de futebol  profissional.


Deixe o seu comentário

sobre Carlos Sperança

Um dos maiores colunistas político do Estado de Rondônia. Foi presidente do Sinjor. Foi assessor de comunicação do governador José Bianco entre outros. Mantém uma coluna diária no jornal Diário da Amazônia.

Arquivos de colunas