Porto Velho/RO, 24 Novembro 2020 09:12:11

CarlosSperança

coluna

Publicado: 24/11/2020 às 09h11min | Atualizado 24/11/2020 às 09h12min

A-A+

Os maus perdedores em Rondônia e Manaus realizaram até manifestações defronte os TREs

Enterrar a polarização Os candidatos às prefeituras com boas assessorias se elegeram sabendo que problemas graves iriam cair em suas..

Enterrar a polarização

Os candidatos às prefeituras com boas assessorias se elegeram sabendo que problemas graves iriam cair em suas mãos logo no dia da posse. No geral, os problemas não são poucos e até variam de bairro a bairro, mas há questões sérias que não dependem só da boa vontade dos prefeitos, requerendo um apoio difícil de conseguir nas esferas federal e estadual. 

Com um ano de pandemia, até a caridade, característica de gentileza e solidariedade do povo brasileiro, chegou ao limite. Quem podia doar, já doou o quanto pôde. As condições em que 2021 vai se apresentar, no cenário mais positivo, são de recuperação, se não em V, pelo menos em U, sem mais quedas, o que vai depender do enfrentamento da pandemia.

O cenário mais negativo é de munícipes batendo na porta dos prefeitos em desespero por conta de uma segunda onda mais severa. Este pior cenário não vai acontecer, é o que todos esperam, mas quem não se preparar para ter como reagir às especificidades de qualquer cenário vai derreter a popularidade ganha nas eleições em horas, no máximo dias.

Todos os cenários também exigem que as comunidades se unam em torno de um programa mínimo de enfrentamento da pandemia e do declínio econômico. Enterrar a polarização que gera a casa dividida para não ter que enterrar muitos brasileiros a mais por conta do descaso, do descuido e da falta e prevenção.

………………………………………………………………

As pesquisas

Na semana passada foram divulgadas duas pesquisas eleitorais em Porto Velho e ambas colocando na frente com larga distância o prefeito Hildon Chaves (PSDB) que segue levando vantagem sobre a oposição. Como os debates até agora não causaram alterações no cenário eleitoral, espera-se que o evento programado pela afiliada da TV Globo em Rondônia, no meio da semana, desperte mais interesse. Cristiane ainda tem esperança de reverter o quadro alegando elevado índice de indecisos.

Maus perdedores

O comportamento negacionista do presidente estadunidense Donald Trump inspirou milhares de maus perdedores pelo mundo afora. Em Porto Velho, capital de Rondônia e Manaus, capital do estado do Amazonas foram realizadas até manifestações  defronte os TREs para protestar e duvidar dos resultados. Trump perdeu a eleição por mais de 5 milhões de votos e garante que  derrotou Joe Biden. Terão razão inspetores de quarteirão disputando a vereança com menos de 200 votos afirmar que perderam porque foram roubados em Porto Velho?

Horário eleitoral

A campanha do segundo turno em Porto Velho segue mais equilibrada pelo menos no horário eleitoral. Nem o prefeito Hildon Chaves (PSDB) ataca, tampouco a oposicionista Cristane Lopes (PP) se comporta tão agressivamente. Pesquisas internas das duas alianças falam em vitória. Hildon Chaves se mostra ao eleitorado como mais experiente e em condições de conduzir os destinos da capital rondoniense, Cristiane Lopes, alicerçada na sua juventude se diz ser a esperança da renovação dos quadros políticos.

Jogos de estratégias

Vamos aos jogos de estratégias dos dois candidatos nos bastidores, onde adeptos das duas partes buscam desconstruir as respectivas candidaturas. Do lado dos tucanos, que estão na frente, todo cuidado em conduzir as coisas, mas cutucam os adversários dizendo que se Cristiane ganhar quem vai administrar a cidade é o ex-governador Ivo Cassol que já estaria escalando João Cauhla para chefe de gabinete desde já. Também falam da inexperiência de Cristiane para gerir uma capital com quase 600 mil habitantes.

O outro lado

Do lado dos seguidores de Cristiane se diz o seguinte nos bastidores do prefeito tucano: 1- Que quem manda na prefeitura é Expedito Junior 2- Que Hildon Chaves é um carreirista e caso consiga a reeleição já estará pensando em chegar ao CPA para destronar Marcos Rocha 3- Que a prefeitura ficará dois anos nas mãos do clã Carvalho, o vice Mauricio, a deputada Mariana e o patriarca Aparício 4 – Que o prefeito tem sido malvado com as mulheres ao abandonar as creches 5-As obras feitas neste ano são eleitoreiras. Lembrando que nada tem colado até agora – de nenhum lado.

Via Direta

***As pesquisas estão apontando vantagem dos candidatos em segundo turno em Rio Branco (Bocalon), em São Paulo (Bruno Covas), no Rio de Janeiro (Eduardo Paes) e no Recife (Gabriela Arraes)*** Com a temporada das chuvas no inverno amazônico já aumenta o índice de casos de dengue em Porto Velho. Não bastava o covid para atanazar*** Vários partidos anunciaram neutralidade no segundo turno em Porto Velho, inclusive o PT de Ramon Cujui*** Os empresários rondonienses têm esperança de segurar medidas rigorosas contra o coronavirus até o Natal, mesmo com a pandemia ganhando pernas nas ruas da capital e outros centros urbanos importantes do estado*** O cacique verde Luisinho Goebel, bem-sucedido no Cone Sul rondoniense já estuda voos maiores em 2022.


Deixe o seu comentário

sobre Carlos Sperança

Um dos maiores colunistas político do Estado de Rondônia. Foi presidente do Sinjor. Foi assessor de comunicação do governador José Bianco entre outros. Mantém uma coluna diária no jornal Diário da Amazônia.

Arquivos de colunas