Porto Velho/RO, 24 Fevereiro 2021 12:56:08

CarlosSperança

coluna

Publicado: 24/02/2021 às 08h48min | Atualizado 24/02/2021 às 12h56min

A-A+

Os presidenciáveis já estão dando as caras, antecipando a campanha

Respeito à nação Fazendo barba, cabelo e bigode nas recentes eleições estadunidenses, ganhando a Presidência e as duas casas do..

Respeito à nação

Fazendo barba, cabelo e bigode nas recentes eleições estadunidenses, ganhando a Presidência e as duas casas do Congresso, o Partido Democrata insiste na crença de que o mundo é seu quintal. Há pouco, o democrata Robert Menendez, presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado americano, enviou carta ao presidente Jair Bolsonaro pedindo que condene o ataque extremista ao Capitólio, templo da democracia nos EUA. O atentado foi um crime repudiado pela consciência democrática mundial, mas a carta de Menendez embute uma armadilha, pois os agressores foram vencidos e a opinião do líder brasileiro não fará diferença neste caso.

Se Bolsonaro cair na armadilha de meter a colher em assunto interno de lá estará aceitando que os assessores do presidente Joe Biden, ansiosos para interferir no Brasil, levem adiante a ideia de que podem forçar nosso país a fazer com a Amazônia o que eles querem e não o que os países amazônicos decidirem para ela.

Se meter o bedelho em assuntos externos for aceito como normal, a China poderá retaliar os racistas daqui que promovem campanhas contra o país oriental, como no caso da “vachina” ou preconceitos contra o 5G da companhia Huawei.

Não se admite a ingerência de interesses estrangeiros nos assuntos internos de uma Nação, a qualquer pretexto. Para as divergências, o único recurso decente é a mediação diplomática.

………………………………………………………………………………….

Na Liberdade

O senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), presidente do Congresso, como se sabe é rondoniense. Seu pai veio para Rondônia em meados da década de 70 para montar a empresa Andorinha e o atual congressista nasceu naquela época, no Bairro Liberdade, em Porto Velho, na avenida Calama numa área onde por muitos anos funcionou a Eucatur, sucessora da  garagem da Andorinha na região. Por coincidência, é o terreno onde funciona hoje o Sistema Gurgacz de Comunicação, com este jornal Diário da Amazonia e a rede TV.

Feiras agropecuárias

Com o agravamento da pandemia do coronavirus em Rondônia as feiras agropecuárias, que repicam a força do agronegócio em nosso estado estão sendo suspensas. Em municípios como Ji-Paraná, Ariquemes, Rolim de Moura e Vilhena, os eventos têm sido importantes na movimentação da economia, lotando hotéis, agitando bares, restaurantes e lojas. É o segundo ano de perdas, pois nas feiras os produtores recebem financiamentos para aquisição de máquinas agrícolas e até para melhorias genéticas no rebanho do gado rondoniense.

Barbas de molho

Em alguns municípios do Acre, principalmente no Vale do Rio Juruá, se repete o fenômeno climático de 2014, quando da maior enchente da história da região. Já são milhares de desabrigados no vizinho estado. Ao mesmo tempo o Rio Madeira continua subindo em Rondônia gerando preocupação aos moradores dos nove bairros que margeiam o madeirão em Porto Velho e nos Distritos de Calama e São Carlos, grandes vítimas da cheia de 2014 cujas restaurações até hoje não foram feitas pelo poder público. Todo mundo de barba de molho!

Tem anistia!

Os hackers que invadiram os telefones na Operação Lava Jato poderão ser anistiados, a partir de um projeto apresentado pelo senador Renan Calheiros (MDB). Na ofensiva que pretende inverter a ordem natural das coisas tornando os réus em mocinhos e promotores e juízes em fora-da-lei tudo vai dando certo, como ocorreu na Itália na Operação Mãos Limpas (mãe da Operação Lava Jato), quando a máfia se uniu aos políticos. A união Bolsonaro, PT, centrão, MDB é uma coalizão poderosa. A Lava Jato, como se sabe, recuperou trilhões de reais para o erário brasileiro, mas agora sofre forte bombardeio dos corruptos. 

Os presidenciáveis

Os presidenciáveis já estão dando as caras, antecipando a campanha 2022. Além do presidente Jair Bolsonaro, ainda sem partido, na peleja da reeleição, já estão no trecho Ciro Gomes (PDT), Fernando Hadadd (PT), e o PSDB tem dois candidatos buscando a indicação da convenção nacional: os governadores João Dória (São Paulo) e Eduardo Leite (RS). A esquerda ainda tem Boulos, em ascensão com a projeção conquistada na disputa pela prefeitura de São Paulo, dividindo ainda mais a desgastada esquerda brasileira. 

 

Via Direta

*** É grande expectativa para a licitação de mais um trecho da Ferrogrão, conectando as regiões produtoras do Mato Grosso com o porto de Manditituba, no Pará*** A recuperação das estradas vicinais em alguns municípios rondonienses foi interrompida devido às fortes chuvas dos últimos dias. Até o pavimento da BR 364 foi prejudicado, com abertura de crateras*** A covid vem com força aumentando dia a dia o desespero nas cidades interioranas. Mesmo assim ainda tem gente que duvida da doença, acha que a vacina não resolve, etc***O pedagiamento das rodovias paranaenses está gerando revolta da população, com preços elevados*** E é o que se pretende fazer com a BR 364 nos próximos anos, no trecho Porto Velho a Cuiabá, numa extensão de 1.500 quilômetros. Salve-se quem puder!


Deixe o seu comentário

sobre Carlos Sperança

Um dos maiores colunistas político do Estado de Rondônia. Foi presidente do Sinjor. Foi assessor de comunicação do governador José Bianco entre outros. Mantém uma coluna diária no jornal Diário da Amazônia.

Arquivos de colunas