porto velho - ro, 01 Novembro 2019 23:37:08
    Polícia

    Pai e madrasta permanecem presos por matarem menina de 2 anos

    Menina foi encontrada morta na casa em que morava com o pai, a madrasta e uma irmã de 4 meses em Ariquemes. Casal tem passagens na Polícia.

    Por Redação Diário da Amazônia
    A-A+

    Publicado: 22/09/2019 às 08h37min | Atualizado 22/09/2019 às 08h38min

    O Delegado de Polícia que atendeu o caso da pequena Lauane Ester Rodrigues, 2 anos,  encontrada morta no início da tarde desse sábado, 21, em Ariquemes, decretou a prisão temporária do pai, Willian Monteiro da Silva e da madrasta Ingrid Bernardino, suspeitos de serem os autores da morte da menina. Eles foram presos em uma praia do Rio Jamari, pouco tempo depois do corpo de Lauane ter sido encontrado dentro da casa em que morava com o casal.

    De acordo com os militares o fato ocorreu em uma residência no Bairro Marechal Rondon às margens da BR 364. Vizinhos ouviram os gritos da criança e acionaram uma equipe do Samu. Ao chegar na referida residência os socorristas encontraram a criança no chão e sem sinais vitais, acionando de imediato a polícia militar.

    O casal foi preso em flagrante e conduzido a Unisp de Ariquemes para apuração do caso. Ainda de acordo com os PMs, o pai da criança teria conseguido a guarda da filha morta há pouco tempo e há dias estaria maltratando a menina.

    Ao ser preso pela PM, o casal estava com uma outra criança uma menina de 4 meses, que seria filha da dupla e estava com sinais de maus tratos e com fome. Willian já possui passagem pela polícia e Ingrid é foragida, acusada de furto e roubo. A perícia esteve no local apurado a forma de como aconteceu o crime. Depois de serem ouvidos pelo delegado, pai e madrasta foram encaminhados ao setor prisional, onde ficarão à disposição da justiça.



    Escreva um comentário