porto velho - ro, 21 Agosto 2019 22:51:52
Polícia

PC apreende armas com silenciadores e luneta de precisão em ação

Na ação, oito pessoas foram conduzidas a Delegacia de Polícia e lavrados quatro termos circunstanciados e instaurado inquérito policial.

Por Redação Diário da Amazônia e A.I.
A- A+

Publicado: 24/10/2018 às 12h21min

Fotos: Divulgação

Durante operação contra crimes ambientais, a Polícia Civil de Costa Marques junto com o Exército Brasileiro, Sedam e Polícia Militar (PM) apreenderam diversas armas com silenciadores e ainda lunetas de precisão, durante a última quinta-feira (18). Na ação, oito pessoas foram conduzidas a Delegacia de Polícia e lavrados quatro termos circunstanciados e instaurado inquérito policial.

A Operação aconteceu após investigações e um sobrevoou sobre algumas propriedades nas imediações do parque e verificando em uma propriedade grande uma quantidade de madeira jogada a beira da reserva legal em várias fazendas.

As equipes de solo, ao chegar no local para devida atuação, localizaram um fazendeiro, juntamente com seus filhos e funcionários na linha 29 KM 18 na Br 429, em uma ação sorrateira e rápida retiraram toda madeira do local, ficando apenas o trator no local e vestígios de uma serraria clandestina sob as árvores.

Embora os suspeitos tentaram enganar a polícia, o crime já havia sido investigado fotografado por meio aéreo. Em revista nas dependências da fazenda, com a finalidade de encontrar a moto serra usada na serraria clandestina foram encontrados primeiramente uma luneta de precisão para uso em arma de fogo na residência do filho do fazendeiro, que durante uma busca e revista minuciosa, foram encontrados dois rifles , calibre 22, quatro lunetas de precisão, mais dois silenciadores para rifle e ainda outros acessórios para arma de fogo.

Tanto luneta quanto o silenciador são de uso proibido , já os rifles se encontravam registrado em nome um Policial Militar da cidade de São Francisco. O delegado de Polícia de Costa Marques que coordenou a Operação, lavrou Termo Circunstanciado para o crime ambiental em desfavor de quatro pessoas. Quanto às armas, foi instaurado inquérito para apurar a propriedade dos acessórios de uso proibidos pelos suspeitos e também apurar a conduta do policial militar que terá que explicar o que uma arma de sua propriedade estava fazendo em uma fazenda na Zona Rural usada em uma serraria clandestina.

Ainda foram apreendidos no local uma moto serra, um trator com garfo típico para usar no manejo de madeira e um caminhão toreiro. O delegado ainda informou que nos últimos seis meses esta foi a terceira ação conjunta entre Polícia Civil, Policia Militar, Sedan e Exército Brasileiro, nas quais todas lograram êxito em prender infratores e apreender objetos usados nos crimes ambientais.

A Polícia alerta que qualquer denuncia ou ato ilícito poderá ser feito através do disk denuncia 197 não precisando identificar-se a identidade sera mantido em mais absoluto sigilo.



Escreva um comentário