porto velho - ro, 12 Setembro 2019 19:43:15
    Diário da Amazônia

    Peixe de Rondônia é sucesso em Brasília. Até Bolsonaro aprovou

    Uma zona especial Se um diálogo franco e baseado em dados definidos e consensuais bastaria para tranquilizar o mundo, por que há tanta..

    Por Coluna do Sperança
    A-A+

    Publicado: 08/08/2019 às 14h05min | Atualizado 08/08/2019 às 14h09min

    Uma zona especial
    Se um diálogo franco e baseado em dados definidos e consensuais bastaria para tranquilizar o mundo, por que há tanta confusão? Fala-se em “mais Brasil e menos Brasília”, mas o que se vê é Brasília, sem entender a complexidade das condições especiais da Amazônia, “causando” projetos duvidosos, como o Dubai, sem ouvir quem vive o dia a dia da região.
    O novo governo federal assumiu com a ideia fixa de dar fim à Zona Franca, o Ministério do Meio Ambiente entrou de sola negando um evidente desmatamento e o ministro da Economia inventou a tal “Bolsa de Oxigênio”, que dependeria de um gesto de generosidade dos EUA reconhecendo o Brasil como dono de um ar que o mundo já tem de graça.
    Mais Brasil e menos Brasília, no caso da ampla Amazônia Legal, será ter a humildade de ouvir a população regional. São vozes sensatas, que procuram evitar o jogo tóxico de uma polarização que só interessa a apetites eleitorais e vai apresentando sérios prejuízos ao Brasil.
    Ação positiva, à qual ninguém no mundo fará reparos, por exemplo, será efetivar a unidade territorial Amacro (acrônimo para as siglas de Amazonas, Acre e Rondônia), que a Embrapa propõe como Zona Especial para o Desenvolvimento Agropecuário. Diz-se que agosto é mês de cachorro louco, mas poderá ser desde já o mês das decisões mais corretas.
    ………………………………………..
    Composições
    Com o atual prefeito Hildon Chaves (PSDB) conseguindo implementar ações mais consistentes e viabilizando seu projeto de reeleição já tem pré-candidatos com a intenção de compor. São 9 possíveis candidatos ao Paço Tancredo Neves, mas três deles, sendo consultados podem se aliar ao tucano. Considerando que até pouco tempo Chaves estava bem desgastado e ninguém queria nem conversa…

    A tambaquizada
    Uma baita “tambaquizada”, promovida pelo Sebrae-RO em parceria com a prefeitura de Porto Velho e governo do estado mobilizou a classe política rondoniense em Brasília na última quinta-feira. Deputados, senadores, ministros e embaixadores experimentaram nosso churrasco de tambaqui. O secretário da agricultura Evandro Padovani acertou em cheio no marketing. Nosso peixe fez sucesso.

    As participações
    Não poderia deixar de destacar a presença dos ex-presidentes da Assembléia Legislativa e ex-governadores José Bianco e Oswaldo Piana Filho nas festividades alusivas aos 36 anos da Constituinte de Rondônia. Amigos de antigas jornadas, Bianco e Piana receberam as homenagens das forças vikvas da comunidade e foram festejados por servidores remanescentes do Legislativo.

    Direita e esquerda
    A composição entre socialistas e sindicalistas egressos do PSB e os cassolistas advindos do PP (a direita) não será problema no Solidariedade, que trocou de mãos no último final de semana. Afinal, como se disse no encontro de sábado sobre a composição frankstênica, “Daniel Pereira era da direita no PT e Carlos Magno era o político mais a esquerda no cassolismo”. Coisa de louco!

    Uma correção
    Com informação equivocada, publiquei na coluna que o diretor do Sebrae e provável candidato a prefeito das capital Daniel Pereira teria cutucado o atual alcaide Hildon Chaves e o governador Marcos Rocha durante recente encontro partidário. Foi um equivoco, Pereirinha mantém as melhores relações com o prefeito e o governador, inclusive trabalham em parceria em alguns eventos.

    Via Direta
    *** O troca-troca partidário se encerra neste final de agosto com vistas às eleições municipais do ano que vem *** Na capital, alguns prefeituráveis já fizeram as trocas como o ex-governador Daniel Pereira, Vinicius Miguel e Hermínio Coelho *** Não se confirmou a saida do prefeito Hildon Chaves do PSDB como se especulava *** E os deputados federais, Mauro Nazif (PSB) e Leo Moraes (Podemos) também aspirantes ao Paço Municipal, permanecem onde estão.



    Escreva um comentário