porto velho - ro, 13 Setembro 2019 15:39:29
    Cidades

    Pescador teve a mão dilacerada ao ser atacado por um jacaré

    O pescador só não foi devorado porque conseguiu nadar até a margem e pedir ajuda de outras pessoas.

    A- A+

    Publicado: 31/07/2019 às 08h28min

    Em porto velho, um pescador teve a mão dilacerada, após ser atacado por um jacaré Açu.

    Momentos de desespero, homem de 75 anos luta com uma fera dos rios para sobreviver, o animal que o atacou é um dos mais perigosos predadores da Amazônia, um jacaré Açu com mais de 4 metros, a batalha foi nas águas do rio madeira no distrito de, Calama, localizado a 6 horas de barco da capital porto velho.

    Era mais um dia igual a tantos outros para seu Raimundo Belém, durante a pescaria ele jamais poderia imaginar que fosse atacado por um jacaré que conseguiu virar a pequena canoa, uma das mãos da vítima por pouco não foi arrancada pelo animal.

    O pescador só não foi devorado porque conseguiu nadar até a margem e pedir ajuda de outras pessoas, além, da mão direita dilacerada, seu Raimundo teve uma torção no braço e várias escoriações pelo corpo, o velho pescador foi levado para o hospital regional de Humaitá no amazonas que fica próximo ao local do acidente, mas devido à gravidade dos machucados, ele foi transferido para este hospital em porto velho, ainda bastante abalado, o pescador recorda os minutos de tensão e angústia que viveu.

    Na região é muito comum o aparecimento de jacaré Açu em comunidades ribeirinhas, nesta imagem um jacaré da mesma espécie que atacou seu Raimundo é confrontado por este homem, ele pisa no animal, instintivamente o bicho se defende e por pouco não o abocanha, o vídeo foi gravada por um morador na mesma região em que o pescador foi atacado, em 2010, uma menina de 11 anos foi morta em Guajará-Mirim, em Rondônia ao ser atacada também por jacaré Açu, a vítima e os irmãos brincavam em um lago próximo da casa dela quando o bicho a surpreendeu.

    Quanto ao jacaré que atacou o pescador não foi capturado, continua solto nas águas turvas do rio madeira a espera de uma próxima vítima, quem sabe, quanto a seu Raimundo Belém ter conseguido se livrar da fera dos rios amazônicos é motivo de comemoração para ele e para família.

    CONFIRA A REPORTAGEM NA INTEGRA:



    Escreva um comentário