Porto Velho/RO, 12 Dezembro 2019 08:23:22
    Polícia

    PMs são condenados em caso da engenheira Patrícia Amieiro

    Marcos Paulo Nogueira Maranhão e William Luís Nascimento foram condenados por terem modificado a cena do crime

    A-A+

    Publicado: 12/12/2019 às 08h22min | Atualizado 12/12/2019 às 08h23min

    Na noite desta quarta-feira (11), dois policiais militares acusados de matar a engenheira Patrícia Amieiro, em 2008, foram condenados a três anos de prisão por fraude processual.

    Segundo informações do jornal ‘Extra’, os agentes Marcos Paulo Nogueira Maranhão e William Luís Nascimento foram condenados por terem modificado a cena do crime, mas acabaram sendo inocentados da acusação de tentativa de homicídio.

    Na sentença, foi destacado que a conduta dos polciais impossibilitou que o corpo da vítima fosse encontrado. O julgamento já tinha sido adiado duas vezes e na última sessão outros dois PMs, Fábio Silveira Santana e Marcio de Oliveira Santos, foram absolvidos.

    O crime

    Patrícia desapareceu em 2008 no Rio de Janeiro, quando tinha 24 anos. A engenheira voltava de uma festa e teve seu carro alvejado por uma série de disparos de arma de fogo. Os policiais Marcos Paulo e William Luís foram acusados de atirar por acreditarem que o motorista do carro era um traficante.

    Na ocasião, Patrícia teria perdido o controle do veículo, colidindo em dois postes e uma mureta. O carro foi localizado em outra parte da cidade mas sem o corpo da jovem. Para a polícia e o Ministério Público, o corpo foi retirado do veículo e o carro jogado no canal pelos policiais para impedir que o homicídio fosse descoberto.

    Segundo o ‘Extra’, em 2011, a Justiça declarou a morte de Patrícia, alegando que a situação em que o carro da jovem foi encontrado eliminava qualquer chance de que ela tivesse saído viva do veículo.

     

    Fonte: Noticia ao Minuto



    Deixe o seu comentário