porto velho - ro, 22 Setembro 2019 03:36:19
    Variedades

    Polícia avalia pedir condução coercitiva para acusadora de Neymar

    Delegada que investiga o caso intimou vítima e advogada a comparecerem até quinta-feira (06/06/2019).

    Por Metrópoles
    A-A+

    Publicado: 05/06/2019 às 17h37min | Atualizado 05/06/2019 às 17h53min

    Foto: repodução

    Caso continue sem atender às notificações para comparecer à Delegacia de Defesa da Mulher, no bairro de Santo Amaro, na capital paulista, a mulher que acusou Neymar de estupro pode receber uma medida de condução coercitiva da Polícia Civil, segundo o jornal Folha de S.Paulo. O boletim foi registrado no último dia 31.

    A delegada responsável pelo caso, Juliana Lopes Bussacos, confirmou que a mulher recebeu duas notificações. A advogada da suposta vítima, Yasmin Pastore Abdalla, também foi intimada. A polícia aguarda a presença de ambas até quinta-feira (06/06/2019), caso contrário, deverá aplicar a condução coercitiva.

    Sobre o processo em que é acusado, Neymar foi intimado a depor na próxima sexta-feira (07/06/2019). Entretanto, a polícia aceitou pedido para que a ida à delegacia fosse adiada. Uma nova data deve ser proposta ainda nesta quarta.

    Entenda o caso
    Poucos dias antes de começar a disputa da Copa América, uma bomba atingiu a vida de Neymar. O atacante foi acusado de estupro por uma mulher com quem teria se encontrado em Paris, onde o jogador mora atualmente. Ela relatou que o crime teria acontecido em 15 de maio.

    Na noite do último sábado (01/06/2019), mesmo dia em que o caso veio a público, Neymar divulgou um vídeo de sete minutos nas redes sociais para tentar provar inocência. O jogador apresentou trechos da conversa que teve com a mulher, inclusive fotos íntimas. Dois dias depois o Instagram removeu o conteúdo.



    Escreva um comentário