porto velho - ro, 16 Junho 2019 08:42:08

Silvio Santos

coluna

Publicado: 25/03/2019 às 17h38min

A- A+

Por falar em Festa Junina…

Domingo passado 24, participamos do 2º Festival do Churrasco promovido pela Junina Girassol das Três Marias. Tava tudo gostoso, inclusive..

Domingo passado 24, participamos do 2º Festival do Churrasco promovido pela Junina Girassol das Três Marias. Tava tudo gostoso, inclusive o Pagode e o Forró que rolou até a boca da noite, porém o gostoso dos gostosos foi o Pão de Alho. Meu amigo Jardesson Araújo postou o seguinte:

***********

Em nome do nosso Presidente Bené e toda nossa Diretoria, quero deixar meu cordial agradecimento a cada pessoa que Esteve presente no 2° Festival de Churrasco da nossa Junina Girassol, façam se saber que jamais conseguiríamos obter tão grande sucesso, não fosse cada um de vcs que prestigiam e valorizam os eventos juninos, aproveito para deixar o convite para o mês de maio, Oitava Edição Uma Noite No Sertão, Os reis de Branco Invadem o Sertão.… ( Jardesson Araújo Diretor de Eventos)

*********

Eles (da Girassol) não disseram, mais descobri que o tema da Junina campeã de 2018, para o Flor do Maracujá deste ano vai falar sobre “As Sete Trombetas”. As sete trombetas são tocadas por sete anjos e os eventos que se seguem são descritas em detalhes a partir de Apocalipse capítulo 8 a 11.

*********

Outro evento que reuniu muita gente, foi o aniversário do Zé Monteiro, festejado domingo dia 24, la na Jerusalém da Amazônia. O fotografo Rosinaldo Machado esteve por lá registrando tudo. Parabéns Montei. Não fui porque fiquei com medo de enfrentar a Estrada com chuva. Eu e Ana agradecemos o convite!

********

Por falar em turismo, se os responsáveis ajeitassem a estrada que dar acesso a NOVA TEOTÔNIO com certeza, aquela comunidade seria mais muito bem visitada e os quiosques existentes à Beira do Madeira, com certeza faturariam mais do que já faturam aos finais de semana. Isso é tarefa pra Semdestur.

**********

Por falar em Festa Junina, a turma dos bois bumbás (alguns), criaram nova entidade. Associação Folclórica de Boi Bumbá do Estado de Rondônia. O presidente da nova entidade é o Alex do boi bumbá Prova de Fogo e a vice é a Rose presidente executiva do boi bumbá Marronzinho.

*********

Segundo nossas fontes, o motivo foi porque a Simone Guedes deixou a presidência da Guarnecer desde o ano passado e até agora, ninguém assumiu, já que a vice-presidente renunciou o mandato ha algum tempo. Dentro das normas estatutárias, quem assumiria seria o Seu Aluízio Guedes mais ele não quer. Assim, a entidade está praticamente parada, porém, não deixou de existir. Quero dizer, oficialmente a Guarnecer ainda é quem representa os grupos de bois bumbás perante a Federon e demais órgãos que tratam de cultura no estado de Rondônia e em especial no município de Porto Velho.

********

Outro quiproquó que está pegando no meio dos grupos folclóricos, é quanto a gerência do Flor do Maracujá. Fomos informados, que a Sejucel ofereceu a administração do Arraial a Guarnecer e em vista da vacância na presidência, não pode aceitar.

**********

Foi daí que surgiu a idéia de se criar outra entidade. Acontece que a nova entidade, por mais que queira, não poderá assumir a Gerência do Flor do Maracujá por falta de tempo hábil. Diz a Lei que a entidade tem que funcionar pelo menos a dois anos e tenha realizado alguma atividade no segmento cultura popular. A nova Associação com certeza, não tem essa condição. Tão engolindo “Sapo”.

*********

Só sei que o quiproquó Gerência do Flor do Maracujá já chegou ao Ministério Público que vai convocar ou já convocou para uma conversa, o superintendente Jobson Bandeira e informar que desde de 2014, graças ao TAC firmado pelo MP, Sejucel, Federon com a participação de todos os órgãos de segurança e que atuam na área de eventos. Passando a Administração da Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás – Arraial Flor do Maracujá para a FEDERON.


Escreva um comentário

sobre Silvio Santos

Jornalista. Atualmente é editor do caderno de Cultura do jornal Diário da Amazônia. É um apaixonado pela Cultura de Porto Velho. Mantém uma coluna diário no jornal Diário da Amazônia. Conhecido carinhosamente por Zé Katraka.

Arquivos de colunas