Porto Velho/RO, 12 Dezembro 2019 13:15:14

    SilvioSantos

    coluna

    Publicado: 02/07/2019 às 01h00min

    A-A+

    Preço dos brinquedos do Flor do Maracujá cai de R$8 para R$3

    Três Reais (R$ 3,00), esse é o valor que você vai pagar para curtir qualquer BRINQUEDO do Parque de Diversão no Arraial Flor do..

    Três Reais (R$ 3,00), esse é o valor que você vai pagar para curtir qualquer BRINQUEDO do Parque de Diversão no Arraial Flor do Maracujá 2019.

    ************

    Essa foi uma grande sacada do superintendente da Sejucel Jobson Bandeira. Ele com aquela maciês na voz conseguiu convencer a empresa dona do Parque de Diversão, a só cobrar R$ 3,00, por pessoa.

    ***********

    Já pensou uma família formada por pai, mãe e mais três filho (cinco pessoas), só vai pagar R$ 15 para curtir, por exemplo, uma seção na Roda Gigante.

    **********

    Até o ano passado essa família pagou aproximadamente R$ 40 Reais, pois, o preço dos brinquedos chegava a R$ 8.

    *********

    O Superintendente Jobson Bandeira tem a obsessão de baixar todos os valores cobrados no Flor do Maracujá, inclusive dos pratos típicos e em especial, a Picanha.

    ***********

    O valor do preço do Passaporte para o Parque de Diversão com certeza, vai levar muito mais gente (famílias) ao Flor do Maracujá.

    **********

    Por falar nisso, os grupos filiados à Federon que irão se apresentar na 38ª Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás – Arraial Flor do Maracujá já começou a discutir os itens do Regulamento que vai dar o norte das apresentações este ano, no maior Arraial Folclórico do Norte.

    **********

    Sexta feira passada, quem recebeu a cópia do Regulamento para, caso, ache necessário, sugerir alguma mudança, foram os dirigentes dos Bois Bumbás.

    **********

    Ontem foi a vez dos dirigentes dos grupos de quadrilhas juninas discutiram a parte do Regulamento que diz respeito as apresentações das quadrilhas.

    **********

    As coisas que dizem respeito ao Arraial Flor do Maracujá deste ano, estão correndo como o planejado pela Comissão Coordenadora, que conta com representantes da Sejucel (governo do estado) e Federon (sociedade civil).

    **********

    Uma das novidades deste ano na Arena de Apresentação dos grupos, será a localização da Banda ou Batucada/Maruja, Tecladista, Sanfoneiro etc. que até o ano passado, ficava no palco montado para o lado do galpão onde fica a sede da Federon e este ano, vai ficar no espaço na frente dos Camarotes local que até o ano passado, ficavam as cabines dos jurados.

    Essa posição sempre foi defendida por mim e sempre fui voto vencido. Acontece que até o ano passado, nas apresentações tanto dos grupos de quadrilhas como de bois bumbás os brincantes dançavam de costas para a Banda ou Para a Batucada/Marujado das quadrilhas e bois.

    *********

    Tinha mais, os músicos ficam por detrás das alegorias e não viam nada do que estava acontecendo na Arena. Era na base da adivinhação que faziam as “bossas”.

    **********

    A mudança foi acertadíssima. Espero que os grupos, não venham querer que volte novamente para o modelo antigo e ultrapassado, de colocar seus músicos em cima do palco, na hora da apresentação do grupo.

    **********

    Se tudo ficar como até agora está programado, os músicos vão poder assistir a evolução dos integrantes do grupo e com certeza, tocarão com mais emoção. Nota dez para quem teve a ideia!

    **********

    Voltando ao Arraial da Amizade! A Rosa Divina não só conquistou o bicampeonato do Arraial, como no quesito Velho e Velha o Roberto Matias substituiu o titular do item e para surpresa de todos, foi escolhido pelos jurados, como o Melhor Velho do 8º Arraial da Amizade.

    **********

    Lembrando que foi o Roberto e a Dila os responsáveis pela inclusão o Casal de Velho como Item de pontuação no Flor do Maracujá.


    Deixe o seu comentário

    sobre Silvio Santos

    Jornalista. Atualmente é editor do caderno de Cultura do jornal Diário da Amazônia. É um apaixonado pela Cultura de Porto Velho. Mantém uma coluna diário no jornal Diário da Amazônia. Conhecido carinhosamente por Zé Katraka.

    Arquivos de colunas