Porto Velho/RO, 07 Agosto 2020 17:31:04
Geral

Prevenção às drogas é tema de evento da Sepaz

As ações de prevenção ao uso de drogas e os resultados alcançados no combate ao uso de substâncias entorpecentes em Rondônia,..

A- A+

Publicado: 02/08/2014 às 15h22min | Atualizado 29/04/2015 às 07h54min

A7 - Abre copy

Participação do público no evento foi considerada boa pela interação com os palestrantes

As ações de prevenção ao uso de drogas e os resultados alcançados no combate ao uso de substâncias entorpecentes em Rondônia, Alagoas e Minas Gerais foram temas da 1ª Jornada de Prevenção às Drogas, promovida pela Superintendência da Paz (Sepaz), órgão responsável pela política estadual de prevenção e tratamento de usuários de drogas. O evento aconteceu na última quinta-feira no auditório da Faculdade São Lucas, em Porto Velho.

O subsecretário de Políticas sobre Drogas de Minas Gerais, que também é o coordenador-geral do Fórum Brasileiro de Gestores de Políticas sobre Drogas, Clóves Benevides, considerado um decano na gestão para prevenção, tratamento e assistência aos usuários e famílias, o secretário da Promoção da Paz em Alagoas, Adalberon Sá Júnior e a secretária Penha Meneses, titular da Sepaz rondoniense, abriram as discussões da jornada no período da tarde falando das ações desenvolvidas nos três Estados.

Minas Gerais foi o primeiro a oficializar um órgão preocupado em deter o uso de drogas e reduzir as consequências dos estragos deixados por elas. “São 11 anos de atuação, nos quais temos trabalhado com a prevenção e com a estruturação”. Pelo pioneirismo, Minas acabou sendo o espelho para todo o País, a exemplo de Rondônia, que quando institucionalizou a Sepaz, buscou os resultados da experiência mineira.
Para os dois anos de existência da Sepaz, Rondônia alcançou um desempenho considerável, salientou Clóves Benevides. Segundo ele, há dez anos foi muito difícil a implantação de uma secretaria voltada para a política de prevenção às drogas.

Adalberon Sá Júnior, de Alagoas, destacou que a capital alagoana é considerada a quinta cidade mais violenta do mundo, o que por si só, fragiliza o Estado, mas ele ressaltou que com a política que está sendo aplicada para o setor, já é possível perceber resultados positivos da ação governamental em parceria com a sociedade, que trabalha na prevenção, recuperação, tratamento e reinserção social.
Lembrou que simplesmente a combinação mais polícia e mais cadeias não vão solucionar o problema brasileiro, comparando que em 44 anos a população brasileira cresceu cerca de 100%, enquanto a carcerária simplesmente saltou em mais de 600% de crescimento.

Secretaria vai capacitar servidores nos municípios

A Sepaz de Alagoas está com cinco anos de atuação. Sua estruturação foi baseada nos acertos da Secretaria Mineira e também serviu de orientação para a estruturação da coirmã rondoniense. Mas Rondônia já exporta conhecimentos. “Quando conhecemos o projeto Acolha seu Filho, percebemos que ele seria muito positivo para nós e o aplicamos em Alagoas, hoje este trabalho é uma referência especialmente junto às comunidades da rede escolar”, contou Adalberon Júnior.

Penha de Souza Meneses relatou aos parceiros que por pouco a Sefaz não foi extinta. “A sociedade queria resultados em poucos dias e precisamos lutar e mostrar que cultura não se muda num abrir e fechar de olhos”, salientou a superintendente.

Ela reconhece que os problemas no Estado não serão resolvidos com o evento, mas que acredita que as propostas da Sepaz, que vai estender a Jornada a todos os municípios polos, capacitando profissionais e implementando a política de prevenção, vai ser fundamental. (AI)

 



Deixe o seu comentário